PC de APENAS R$ 1.500 encara o Need For Speed Heat! Gráficos integrados sabem fazer drift?

PC da Crise vai dar conta de rodar o jogo com apenas um Ryzen 3 3200G?
Por Diego Kerber 16/11/2019 14:00 | atualizado 06/12/2019 09:02 Comentários Reportar erro

Seguindo nossos experimentos com lançamentos de games, o nosso MUITO limitado PC de até R$ 1.500 vai tentar mandar bem nos drifts e mandar o DeJa Vu nervoso em Need for Speed Heat!

É por isso que entra em ação o nosso PC com orçamento mais apertado, tentando caber em apenas R$ 1.500, o codinome PC da Crise!

- Ryzen 3 3200G - R$ 550
- 2x4GB DDR4 2666MHz - 2x R$ 126
- Placa-mãe B350 - R$ 360
- Fonte (praticamente qualquer uma serve para dar conta de uma APU sozinha) - R$ 180
- HD 1TB - R$ 220

Total: R$ 1.582

LINK COM O PC DE R$ 1.500 NA PICHAU

Em mais um episódio o nosso PC de orçamento apertadíssimo mostra que é duro na queda. É preciso estar pronto para fazer algumas concessões, mas dá para encarar o game em nosso Ryzen 3 3200G e seus gráficos Vega 8. O primeiro grande gargalo é o chip gráfico Vega 8, que precisa ter sua carga de trabalho muito aliviada para conseguir entregar uma taxa aceitável de quadros. Em nossos testes, qualidade mínima com FullHD em uma escala de resolução para 70%, faz com que seja possível jogar estável em 30fps.

Dá pra jogar estável a 30fps em qualidade mínima e com 70% de escala de resolução do FullHD

E o processador? Tá pesado o game? Fizemos um experimento derrubando a qualidade para níveis quase ridículos, aliviando o estresse sobre o chip Vega e levando o processador a ter uma carga maior. O resultado é que o Ryzen 3 3200G mostrou que seu limite está na casa dos 50fps, passando perto de chegar a 60fps. 

No restante do hardware, felizmente o jogo não foi exigente, então os 2GB que dedicamos da memória RAM para o chip gráfico Vega integrado foram suficientes, bem como os 6GB restantes de memória para o restante do sistema. O jogo não apresentou instabilidades notáveis no gameplay, com exceção dos primeiros instantes que uma nova área é carregada ou no começo de corridas, por exemplo. Mas, considerando o quanto nosso sistema é limitado, fica difícil dizer de quem é a culpa desses travamentos. Isso se não for um conjunto de limitações todas juntas de RAM, CPU e GPU.

Assuntos
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".

Quem você acha que merece o GOTY do The Game Awards?

Mais vídeos