PC BARATINHO para RED DEAD REDEMPTION 2: tem como ter qualidade em HARDWARES BARATOS?

Será que um Core i3 e uma Radeon RX 570 dá conta de entregar o jogo em boa qualidade?
Por Diego Kerber 07/11/2019 15:23 | atualizado 18/11/2019 18:05 Comentários Reportar erro

Nós já conhecemos os extremos. Nos computadores topo de linha não está fácil encarar Red Dead Redemption em 4K na qualidade Ultra, enquanto que "por um milagre" os computadores de baixo desempenho, tipo o PC da Crise e seus gráficos integrados, conseguiu dar conta!

PC Baratinho

- Intel Core i3-9100F - R$ 434
- 2x4GB DDR4 2666MHz - 2x R$ 126
- Placa-mãe H310 - R$ 370
- Placa de vídeo AMD Radeon RX 570 4GB - R$ 670
- HD 1TB - R$ 220 
- Fonte 450W - R$ 215

Total: R$ 2.161

LINK COM O PC DE R$ 2.500 NA PICHAU (ainda com Core i5)

Felizmente as coisas estão ótimas no mundo dos hardwares um pouco mais limitados. Se a GeForce RTX 2080 Ti suou para rodar o game em 4K@60fps, surpreendentemente o jogo roda bem em configurações intermediárias, e o resultado é que a Radeon RX 570 4GB conseguiu entregar uma ótima qualidade gráfica, oscilando entre 50 a 60fps na resolução FullHD. As texturas no Ultra estouraram os 4GB, algo que potencialmente causou alguns travamentos assim que carregou a fase, mas que como dá para perceber no vídeo, depois não voltou a impactar negativamente a experiênica.

Wallpaper desse episódio

Como fizemos no PC de até R$ 1,5 mil, escolhemos Saint Denis para os testes porque essa é a maior cidade do jogo, e o maior desafio para o hardware, especialmente para o processador. E o Intel Core i3-9100F felizmente também deu conta. Ele entrega algo na casa dos 60fps, atingindo assim nosso objetivo, porém seu uso vai para praticamente 100% quando o jogo começa a rodar a taxas maiores que isso, mostrando que ele até consegue, mas não é com muita margem sobrando. 

Na parte de memórias, apesar da Rockstar recomendar 12GB, ao longo do nosso gameplay o consumo não passou muito dos 6GB, mostrando que a recomendação mínima de 8GB parece ser funcional. Chegamos a ver o jogo passando desses valores, mas isso aconteceu em nosso PC high-end em configurações mais elevadas, então o jogo potencialmente segui a lógica de "aproveitar" já que tem mais RAM disponível e alocar mais para o game. Sempre bom lembrar que o software que usamos para medir o consumo do hardware, a dobradinha Riva Tunner + MSI Afterburner, detectam quanta memória está sendo alocada, não necessariamente quanto está em uso.

Felizmente temos bons resultados em nossos hardwares mais "desfavorecidos", mas é hora de ir subindo as configurações. Em breve vai ao ar nossos testes com mais dois computadores, o PC Ideal (que vai precisar fazer jus ao nome) e com o orçamento de R$ 3,5 mil entregar uma excelente experiência com o jogo, e o PC com orçamento de R$ 5 mil, que vai mostrar onde a grana adicional irá impactar na qualidade com o gameplay.

  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?

Mais vídeos