Total War Three Kingdoms rodando no PC de R$ 1.500, R$ 2.500 e R$ 3.500

Será que o PC Baratinho e o da Crise dão conta do jogo?
Por Diego Kerber 14/08/2019 18:02 | atualizado 23/08/2019 04:21 Comentários Reportar erro

Hoje vamos experimentar um estilo de jogo um pouco diferente nos nossos testes de desempenho. Vamos colocar ao game Total War: Three Kingdoms para rodar em nossos múltiplos patamares de performance e preço, para descobrir como cada um lida com esse game de estratégia!

A série Total War tem uma característica interessante: ele não é tão exigente em desempenho no mapa tático, que pode ser rodado em taxas menores de quadros, porém também conta com batalhas com estratégia em tempo real, e aí uma fluidez maior é necessária para ver a movimentação das tropas e dar os comandos no tempo certo. Não é algo que necessite de 60fps cravados, mas algo acima dos 45fps é desejável.

Ele também é mais exigente em CPU que muitos outros jogos devido a grande quantidade de objetos colidindo nos campos de combate, o que torna um desafio interessante para o processador.

Começando pelo PC da Crise, o nosso cara até R$ 1.500, que atualmente conta com:

- Ryzen 3 3200G - R$ 550
- 2x4GB DDR4 2666MHz - 2x R$ 126
- Placa-mãe B350 - R$ 360
- Fonte (praticamente qualquer uma serve para dar conta de uma APU sozinha) - R$ 180
- HD 1TB - R$ 220

Total: R$ 1.582

LINK COM O PC DE R$ 1.500 NA PICHAU


 

Começando com o PC de baixo custo temos uma verdadeira tragédia. Foi preciso baixar a qualidade gráfica para níveis frustrantes tanto em resolução quanto em filtros, resultando em uma qualidade risível (o jogo já não é bonito em alta qualidade) e reais problemas para o gameplay, já que a baixa resolução atrapalha a leitura da interface complexa do jogo, cheia de pequenos ícones e baixas de texto com informações relevantes tanto no mapa por turnos quanto batalhas em tempo real.

O PC da Crise não deu conta do game, com qualidade gráfica excessivamente baixa e ainda assim problemas de performance

O processador também deu seus sinais de "afogamento", com stutterings evidentes em alguns momentos, como no disparo de arqueiros e momentos de cálculo de muitas colisões entre grupos em combate. Dá para jogar, mas está muito longe da experiência indicada. 

Na vez do PC Baratinho, nosso cara até R$ 2.500, foi uma grata surpresa ver o ótimo nível de qualidade que conseguimos com os seguintes hardwares:

- Intel Core i5-9400F - R$ 850
- 2x4GB DDR4 2666MHz - 2x R$ 126
- Placa-mãe H310 - R$ 370
- Placa de vídeo AMD Radeon RX 570 4GB - R$ 670
- HD 1TB - R$ 220 
- Fonte 450W - R$ 215

Total: R$ 2.577

LINK COM O PC DE R$ 2.500 NA PICHAU


 

Agora as coisas melhoram substancialmente, já que temos muito mais margem de poder de processamento tanto na CPU quanto no chip gráfico. Não foi possível atingir os 60fps no mapa tático, mas a taxa de quadros acima dos 40fps de forma constante é mais que o suficiente para navegar de forma confortável por essa parte tática e cadenciada do jogo, que não depende de respostas rápidas.

O PC Baratinho traz saltos de qualidade e já torna viável jogar bem o game

No mapa de combate, poder subir a resolução para o 1080p e a qualidade para o alto trouxeram verdadeiros saltos na qualidade visual. Mesmo não cravando 60fps, novamente a taxa de quadros é alta o bastante para ser possível o gameplay bastante confortável do jogo. Mesmo envolvendo competição e respostas rápidas, o ritmo do jogo é bem mais cadenciado que Esports, por exemplo, então manter uma taxa de quadros acima dos 45fps já dá conta para jogar de forma eficiente. 

Até R$ 3.500l

- Intel Core i5-9400F - R$ 850
- 2x8GB DDR4 2666MHz - 2x R$ 200
- Placa-mãe H310 - R$ 370
- Placa de vídeo Nvidia GeForce GTX 1660 Ti - R$ 1250
- HD 1TB - R$ 220 
- SSD 120GB - R$ 120 
- Fonte 450W - R$ 215

Total: R$ 3.425

LINK COM O PC DE R$ 3.500 NA PICHAU


 

É com o PC Ideal que conseguimos FullHD em alta qualidade acima dos 60fps

Fechando com nosso PC Ideal, novamente esse computador mostra porque tem esse apelido, entregando mais de 60fps tanto no mapa tático quanto nas batalhas em tempo real, se mostrando a opção perfeita para alta qualidade gráfica e performance. Apesar de ser completamente viável jogar no PC Baratinho, é nessa máquina que achamos as configurações que rodam o jogo de forma mais eficiente.

Assuntos
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".

Você se importa com a temperatura da série RX 5700?

Mais vídeos