PC Baratinho cai na porrada em Warhammer: Vermintide 2

Por Diego Kerber 31/07/2018 20:05 | atualizado 24/08/2019 17:47 Comentários Reportar erro

Hora de encarar mais um game no nosso PC de baixo custo, e o jogo da vez é Warhammer: Vermintide 2. Lançado em março, foi um game que não testamos no lançamento, mas que ganhou nossa atenção depois da Valve listá-lo entre os mais populares

Gameplay da semana vai ser hoje E VAI TER KEY PRA GALERA! Jogamos Warhammer: Vermintide 2

O game não parece complicar a vida das placas de vídeo, mas por conta das hordas de inimigos que eventualmente atacam seu grupo, tivemos que ficar de olho no uso de processador. O Pentium G4560 segurou a onda, com taxas que chegavam a 120FPS em momentos de maior eficiência, porém ataques de quantidades massivas reduziam a taxa de quadros para algo, em alguns momentos, abaixo dos 60FPS. Apesar de não ser o ideal, e recomendarmos a compra de um CPU mais potente para ter segurança, os travamentos não foram tão frequentes e a taxa de quadros foi bastante aceitável, então seguimos com o G4560 pois seu preço é imbatível.

Apesar de um tanto sobrecarregado, o Pentium G4560 dá conta

O jogo conta com suporte ao DirectX 12, o que poderia dar uma mão ao nosso sobrecarregado dual-core, mas a verdade é que os resultados com o DX12 são bem desanimadores. Quando testado com a placa da Nvidia, até tivemos um aumento na média de quadros, porém olhando a estabilidade do sistema fica evidente os stutterings surgindo com frequência, o que derrubou os resultados do percentil nos 1% e 0.1% de quedas. A placa da AMD foi uma verdadeira tragédia na API mais recente, perdendo bastante na média de quadros e se saindo ainda pior na estabilidade. Em ambas as APIs, a configuração FullHD com pre-set médio se mostrou a ideal para esses hardwares, com o gameplay caindo para próximo dos 30FPS em qualidade alta.

RX 560 e GTX 1050 rodam esse game
em FullHD qualidade alta

E a batalha Radeon versus GeForce? Se descartarmos os resultados do DX 12, que trouxe muita instabilidade mesmo no caso da GTX 1050, que foi o mais positivo, a Radeon fica me leve vantagem quando a disputa é feita em DX 11. Porém é importante notar que a diferença não é muito significativa, então na prática ambas as placas entregam a mesma experiência com o game. Aí vai dos preços que o consumidor encontrar e também qual marca é de sua preferência, na hora de optar por uma ou outra.

Mais uma decepção na lista para o DX12

E quando vamos para o segmento mais básico? Como brigam a GT 1030 GDDR5 e a RX 550? A placa da AMD novamente fica na vantagem, algo normal se considerarmos que ela inclusive é um modelo mais caro. Porém comparado com outros jogos, a experiência é até bem próxima, com a GT 1030 compensando a sua média de quadros mais baixa com uma estabilidade que coloca seus 1% e 0.1% em patamares próximos aos da Radeon RX 550. É possível jogar nas placas de entrada, mas é preciso baixar para a resolução HD para conseguir uma taxa de quadros aceitável para jogabilidade.

PC Baratinho (pesquisa feita no dia 23/07):

- CPU Intel Pentium G4560 - R$ 268
- 8GB (2x4GB) de RAM - 2x R$ 254
- Placa-mãe LGA 1151 - R$ 279
- Nvidia GeForce GTX 1050 2GB - R$ 649
- HD Seagate Barracuda 1TB - R$ 240
- Fonte de 430W - R$ 179
- Gabinete, monitor, teclado, mouse e licença do Windows reaproveitados de um PC velho - R$ 0

Preço total R$ 2.123

Warhammer: Vermintide 2 é um jogo relativamente leve, que pode ser jogado em hardwares de entrada com boa taxa de quadros. Não é leve o bastante para ser possível arriscar com gráficos integrados muito básicos, mas uma placa dedicada modesta já vai conseguir rodar o jogo em algum nível de qualidade. Como devem ter reparado, o PC da Crise ficou de fora dos testes, e o motivo é falta de peças. A AMD Brasil pediu de volta o Ryzen 3 2200G, então não temos mais essa APU disponível por aqui. O Ryzen 5 traz um custo em torno de 50% maior, então não vejo muito sentido em fazer vídeos ou indicar esse kit quando os R$ 750 cobrados no 2400G praticamente pagam o combo Pentium G4560 + placa de entrada. Do ponto de vista da CPU o Ryzen 5 se sai melhor, mas a placa de vídeo dedicada com memórias próprias, em geral, vai se sair melhor em muitos dos jogos.

Warhammer é um jogo leve e pode ser jogado em todos
os hardwares gamers de entrada em algum nível de qualidade

{chamada}FM0HY7eE-zQ{/chamada}

  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".

Mais vídeos