Advogados temem que Julian Assange seja mandado para Guantanamo

A audiência do pedido de extradição de Julian Assange, criador do Wikileaks, estÁ marcada para hoje, em Londres. Seus advogados prepararam sua defesa baseando seus argumentos na probabilidade de Assange ir parar em Guantanamo se extraditado para a Suécia.

Julian Assange, que é australiano, é acusado de incidentes sexuais com duas suecas em agosto de 2010 e pode ser indiciado por estupro. Ele alega que as relações com as alegadas vítimas foram consentidas.

Desde que o Wikileaks começou a divulgar os 250 mil documentos diplomÁticos americanos, políticos conservadores dos EUA, liderados pela ex-candidata a vice-presidente Sarah Palin, pedem para que Assange seja caçado com a mesma severidade que membros da al-Qaeda e do Taliban.

São estes comentÁrios que alimentam os argumentos dos advogados de Assange, que temem que, se ele for extraditado para a Suécia, o país ceda à pressão dos EUA.

O centro de detenção de Guantanamo Bay, em cuba, foi criado em 2002 na administração de George Walker Bush para prender combatentes das guerras do Afeganistão e Iraque fora da jurisdição legal dos EUA. O presidente dos EUA, Barack Obama tentou fechar Guantanamo quando chegou ao poder, em janeiro de 2009, mas devido a pressões políticas de setores conservadores dos EUA, seus esforços não tiveram efeito.



Assuntos
  • Redator: Alexandre Lunelli

    Alexandre Lunelli

    Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Alexandre é um entusiasta da fotografia, música, e demais áreas que não cansem muito. É fã da comunidade opensource, e sonha com um mundo mais bonito, igualitário e sem o trabalho, mal que corrompe a humanidade.

Você já começou a segurar suas compras de games e hardware pra se preparar para a próxima geração de consoles?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.