Texas Instrument promete "briga" com NVIDIA e Qualcomm nos portáteis

Sabem da disputa entre AMD e Intel no segmento dos processadores x86? Pois bem, o cobiçado e lucrativo segmento dos ultraportÁteis (que não para de crescer) promete criar um novo campo de batalha entre as principais fabricantes. Contudo, desta vez, novos nomes entram em cena, como é o caso de NVIDIA, Qualcomm e Texas Instrument (TI).

Atualmente o Tegra 2 é a única solução baseada chip dual core Cortex A9 da ARM que jÁ cota com produtos a disposição do mercado. Contudo, o OMAP 4430 da Texas Instruments deve entrar em ação ainda no primeiro trimestre. A sua estrela mais expoente até o momento é o tablet da RIM, o Playbook Blackberry. A dúvida que reside é saber se a solução da TI serÁ capaz de competir em igualdade com o da NVIDIA em termos de desempenho grÁfico 3D.

O TI OMAP 4430 conta com 2 núcleos trabalhando a 1Ghz, com aceleração 2D e 3D, suportando ainda vídeo HD em 1080p e stereo em 720p, além de sensores de 10Mpixels ou 5Mpixels com câmeras estereoscópicas 3D. Em relação à GPU, o chip da Texas Instruments utiliza o POWERVR SGX540, que conforme se especula, tem um desempenho pouco abaixo da GeForce presente no Tegra 2.

Contudo, o "pulo do gato" da TI pode vir com o OMAP 4440, trazendo um processador 50% mais poderoso que o OMAP 4430, a 1.5Ghz. Outra novidade seria o suporte a vídeos 3D estereoscópicos em 1080p, além de câmera 3D de 12Mpixels.

O problema é que até a chegada do OMAP 4440 (previsto para o final do ano), suas concorrentes deverão estar com versões mais modernas de seus chips, como é o caso do Snapdragon QSD8672 da Qualcomm.

Assuntos
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Você já começou a segurar suas compras de games e hardware pra se preparar para a próxima geração de consoles?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.