Symbeose não é o fim do projeto Symbian

Segundo a Fundação Symbian, notícias que circulam na internet sugerindo que a marca Symbian estÁ morta, e que serÁ substituída pela Symbeose, são infundadas. Um dos motivos para estas informações erradas é a confusão acerca do que o novo consórcio europeu, chamado Symbeose, irÁ fazer em relação ao projeto Symbian.

Richard Collins, em entrevista ao The Register, explicou que o consórcio Symbeose é um novo grupo com o objetivo de produzir projetos baseados em Symbian para disponibiliza-los em domínio público. A fundação ficarÁ responsÁvel por administrar a direção dos projetos, todos open-source, hospedando o código, integrar os diversos aplicativos da plataforma e realizar os lançamentos das versões das plataformas, conjunto de ações que viabilizam a manutenção de sistemas abertos.A Nokia continua investindo na plataforma, com aproximadamente 4 mil desenvolvedores trabalhando no projeto, mesmo depois de alguns cortes recentes no número de funcionÁrios da empresa para esta Área.

A cooperação Symbeose é um esforço para o desenvolvimento de plataformas para portÁteis com código aberto, diferente dos projetos relacionados ao Symbian em desenvolvimento pela Nokia, que possuem código proprietÁrio. Segundo pesquisa da Gartner, durante o segundo trimestre o sistema operacional Symbian manteve 41% do mercado de sistema operacionais para smartphones, seguido pelo BlackBerry com 18% e o Android com 17%.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Com esses adiamentos dos games...

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.