Créditos: Samsung

Apagão em fábrica de semicondutores da Samsung não deve afetar preços dos chips DRAM

Mesmo a falta de energia não afetando os preços, os chips devem ter aumento em 2020

Uma fábrica de semicondutores da Samsung em Hwaseong sofreu um apagão por cerca de um minuto. Isso resultou na interrupção da produção por mais de um dia, corrompendo a fabricação principalmente de chips DRAM e NAND flash. A principal preocupação era de que esse problema acarretaria no mercado total de DRAM. Segundo o  DRAMeXchange, os problemas não terão efeitos perceptíveis para o consumidor final.

Os preços das memórias DDR4, em geral, já estão sofrendo um aumento nos últimos meses. Mas, isso se deve principalmente por movimentos cíclicos do mercado, sem ter relação direta com a produção. Isso quer dizer que a queda de energia que interrompeu a fábrica da Samsung, não vai ter efeitos significativos nos suprimentos globais de commodities da DRAM. Sendo assim, o custo não deve ter alterações.

"O aumento consistente nos preços spot de DRAM desde dezembro e a queda de energia na fábrica de Hwaseong da Samsung em 31 de dezembro de 2019 não afetaram seriamente o lado da oferta do mercado de DRAM. No lado da demanda, porém, os compradores de memória aumentaram sua disposição de criar estoques. Assim, a TrendForce está novamente ajustando a previsão de preço do contrato DRAM do 1T20 (Primeiro trimestre de 2020) de 'mantendo-se estável', como relatado anteriormente, para 'ligeiramente tendendo para cima', indicando um pontapé inicial antecipado da recuperação cíclica." - DramExchange

É esperado que o segmento DRAM para PC tenha um leve aumento de preço em 2020. Isso porque há uma pressão das fabricantes para aumentar seus estoques de memória, devido aos fornecedores de DRAM estarem restringindo sua saída de bits. A TrendForce prevê o crescimento anual da produção total de bits DRAM seja inferior a 13% até o final deste ano.

A falta de energia na base da Samsung em Hwaseong fez com que o senso de urgência aumentasse. A principal consequência é a estratégia de aumentar o estoque de segurança, o que pode fazer com que as empresas aceitem preços mais altos pelos DRAM. Em resumo, o primeiro e segundo trimestre de 2020 podem registrar valores mais altos nos chips, comparado ao quarto trimestre de 2019.

Outro fator que pode contribuir para o aumento do preço é o fato da maioria dos clientes do segmento DRAM especializado não ter estocado produtos no final de 2019. Isso vai fazer com que a procura cresça, o que é esperado é que as fabricantes também aumentem o preço em resposta. Portanto é esperado que os preços dos contratos de produtos de memória DDR3 e DDR4 registrem um aumento de 0 a 5% no primeiro trimestre de 2020.

Via: Guru3D
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

Com esses adiamentos dos games...

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.