5% dos usuários ocupam 90% da banda

Um novo modelo de cobrança dos usuÁrios de banda larga, para diminuir as injustiças. Este é a estratégia que empresas de telecomunicações pretendem tomar, de acordo com painel de discussão entre representantes da GVT, Nokia Siemens Networks, TIM, Telefônica e Ericsson.


Painel de discussão "Mudando os Modelos de Negócios de Forma a Reduzir o Descompasso entre Receitas e Demandas de Investimento em Banda Larga"


Numa realidade onde hÁ uma grande diferença entre o uso da banda entre os clientes, diversas empresas defenderam a necessidade de uma cobrança personalizada, de acordo com o perfil de uso do usuÁrio. "A quantidade de dados seriam monitorados, como objetivo de identificar o perfil do usuÁrio. Na sequência, seriam aplicados taxas de acordo com o uso", explica Aluizio Byrro, representante do Nokia Siemens Networks.

Desta forma, seria possível, além da cobrança diferenciada, a criação de perfis de velocidade de acesso mais próximos da necessidade dos clientes. "Se o usuÁrio faz muitos downloads, o delay não é um elemento importante, mas a velocidade de banda é. Se ele usa VoIP, ele não precisa de muita banda, porém é importante que tenha pouco delay", exemplifica Byrro.

O modelo para melhor distribuição do acesso pode ter o efeito contrÁrio ao almejado, ao ceder melhores conexões e serviços aos que pagam mais. "O desafio para o setor é construir um modelo de tarifação justa. Pagar, não porque pode mais, mas porque consome mais", defende o deputado estadual Paulo Henrique Lustosa.

Assuntos
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Com esses adiamentos dos games...

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.