Créditos: Wccftech/ Reprodução

Processadores Intel Rocket Lake-S poderão ter, no máximo, 8 núcleos [Rumor]

CPUs devem chegar ao mercado até 2021, substituindo os Comet Lake

Surgiram na internet novos rumores sobre a 11ª geração de processadores da Intel (Rocket Lake-S). As informações dão conta que haverá algumas mudanças em relação aos Comet Lake, entre elas a introdução de gráficos integrados melhorados. Ainda de acordo com o vazamento, os processadores que chegarão ao mercado terão, no máximo, oito núcleos.

O curioso, como destaca o Guru3D, é o fato de a família Comet Lake já ter dado um passo em direção aos processadores de 10 núcleos com o Intel Core i9-10900 (10 núcleos/ 20 threads). Segundo o vazamento, os octa-cores Rocket Lake-S teriam um TDP de 125W, o que indica uma possível tentativa da Intel de alcançar clocks mais altos.

Créditos: Wccftech/ Reprodução

Assim como a 10ª geração de CPUs da Intel, os Rocket Lake ainda seriam fabricados no mesmo processo de 14nm – o que indica um novo refresh dos Skylake. Seria a última geração baseada nos 14nm, com a próxima família de processadores já sendo produzida em 7nm.

Já a GPU integrada seria baseada na Gen 12 Xe, com até 32 EUs (Execution Units/ Unidades de Execução). É um número significativamente menor do que as 48 EUs dos Comet Lake-S, contudo, há um detalhe: os processadores de 10ª geração possuem Execution Units Gen 9, mais antigos, portanto.

O Rocket Lake-S também teria suporte a instruções AVX-256, e não AVX-512 como a família 10nm (Ice Lake/ Tiger Lake). Em relação à memória, é mencionada DDR4, com velocidades nativas de até 3733 MHz (32 GB) e 2933 MHz (128 GB).

Como as informações se tratam de rumores e vazamentos, ainda não há detalhes sobre a data de lançamento dos processadores Intel de 11ª geração. Especula-se que provavelmente chegarão ao mercado mainstream até 2021, substituindo a linha Comet Lake-S, que deve ser lançada em 2020.

Via: Guru3D Fonte: Wccftech
  • Redator: Gabriel Tagarro

    Gabriel Tagarro

    Formado em jornalismo pela Universidade Castelo Branco, é apaixonado por games desde 1994, quando ganhou um Master System. Joga de tudo um pouco, seja no PC ou no console. Ama tecnologia e escreve com prazer sobre tudo que a envolve.

O novo visual do Xbox Serie X