Créditos: Nintendo

Nintendo confirma que Switch alcançou 41 milhões de unidades vendidas

Dados são globais e mostram que console está chegando perto do Xbox One
Por Carlos Felipe Estrella 02/11/2019 18:56 | atualizado 02/11/2019 18:57 Comentários Reportar erro

A Nintendo divulgou que o seu console híbrido Switch alcançou a marca de 41,67 milhões de unidades vendidas em todo o mundo, menos de três anos após o seu lançamento em março de 2017. As informações foram divulgadas durante a apresentação da produtora japonesa sobre os seus resultados financeiros no segundo trimestre fiscal do ano corrente.

Isso significa que a quantidade de unidades de console vendidas nesta geração já superou em mais de três vezes a geração passada, já que o Wii U teve apenas 13,56 milhões em vendas nos seus quatro anos no mercado.

Site oficial: Nintendo Switch

Em termos de software (os jogos do console), o Switch já chegou a 246,01 milhões de cópias vendidas, mais que o dobro das 102,96 milhões de cópias de games para o Wii U. Esse número atualizado pela firma também mostra que cerca de 110.000 jogos de Wii U foram vendidos nos últimos três meses.

Fonte: Siliconera

Para a comparação ficar completa, a Nintendo também incluiu os dados do 3DS, que tecnicamente ainda não foi descontinuado. Ainda assim, o console concorre com o Switch e especialmente com o Switch Lite no mercado de portáteis.

No total de sua vida, desde o lançamento em 2011, o Nintendo 3DS já teve 75,45 milhões de unidades de seu hardware vendidas. Em termos de software, foram vendidos 380,72 milhões de cópias de jogos para o sistema. Apenas no trimestre passado, foram vendidos 170.000 3DS e 2,6 milhões de games para o console.

Já o Nintendo Switch está em ascensão total, com o lançamento do modelo lite e de uma versão revisada do híbrido impulsionando 4,8 milhões de unidades vendidas em três meses. O número de jogos comercializados é ainda mais impressionante, totalizando 35,88 milhões de cópias no trimestre passado.

Como explica o site Siliconera, o presidente da Nintendo, Shuntaro Furukawa, havia anteriormente previsto que o Switch venderia 18 milhões de unidades até o final do ano fiscal atual, em março de 2020. Isso significa que eles terão que vender 11,07 milhões de unidades do console nos próximos seis meses para alcançar o objetivo.

Claro que, nesse meio tempo, teremos um trimestre com natal e festas de fim de ano — o primeiro período festivo para o Switch Lite — e o lançamento de Pokémon Sword and Shield, primeiro jogo da popular franquia de JRPG para a atual geração.

Se a Nintendo quiser alcançar a Sony e o seu histórico PlayStation 4, eles precisarão bater o seu recorde em consoles caseiros: 101,63 milhões de unidades com o Wii. Hoje, o PS4 está na marca de 102,8 milhões de consoles vendidos, mas será substituído pelo PS5 no ano que vem.

Enquanto isso, o Xbox One vê o seu ciclo chegar com números bem menos impressionantes, na marca de 47 milhões de unidades vendidas. A expectativa é que a Nintendo passará a Microsoft na atual geração dentro de seis meses — sendo que o Switch foi lançado quase quatro anos depois do Xbox.

Confira o histórico dos consoles da Nintendo:
Wii: 101 milhões de consoles e 921,19 milhões de jogos vendidos
Nintendo DS: 145,02 milhões de consoles e 948,69 milhões de jogos vendidos
GameBoy Advance: 81,51 milhões de consoles e 377,42 milhões de jogos vendidos
Game Boy: 118,69 milhões de consoles e 501,11 milhões de jogos vendidos
GameCube: 21,74 milhões de consoles e 208,57 milhões de jogos vendidos
Nintendo 64: 32,93 milhões de consoles e 224,97 milhões de jogos vendidos
Super Nintendo: 49,10 milhões de consoles e 379,06 milhões de jogos vendidos
Nintendo (NES): 61,91 milhões de consoles e 500,01 milhões de jogos vendidos

Via: Siliconera
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?