Créditos: VideoCardz

Novo Aorus Gaming Box da Gigabyte traz RTX 2080 Ti externa com resfriamento líquido

Apesar do resfriamento, eGPU não vem com mais overclock
Por João Gabriel Nogueira 01/11/2019 15:35 | atualizado 01/11/2019 15:35 Comentários Reportar erro

A Gigabyte revelou nessa semana uma nova solução de GPU externa que coloca uma RTX 2080 Ti numa caixa com resfriamento líquido. O Aorus Gaming Box pode levar ray tracing para o seu notebook, se você tiver condições de pagar.

Como a maioria das caixas eGPU atuais, o Aorus Gaming Box usa conexão USB-C com protocolo Thunderbolt para se conectar ao seu notebook, ou até mesmo um PC, então é necessário ter uma porta compatível para não perder performance no seu investimento.

Na parte de conectividade, o novo Aorus Gaming Box pode servir como uma hub de USB, já que oferece mais duas portas 3.0. Além disso podemos ver também uma conexão para cabo Ethernet e a de energia, é claro. Na parte de vídeo, é o que já aparece na própria RTX 2080 Ti: três DisplayPort, uma HDMI e uma USB-C. É importante, inclusive, prestar atenção, porque uma USB-C é a da placa e a outra é a que usa Thunderbolt para conectar a caixa ao notebook.

Apesar do resfriamento líquido, a Gigabyte não aproveitou o sistema para oferecer um overclock mais "ousado" na placa. Ela vai vir com os 1.545 MHz de boost padrão, além dos 11GB GDDR6 de memória VRAM. O radiador do resfriamento usa dois fans de 120mm.

A Gigabyte ainda não divulgou o preço sugerido para seu novo Aorus Gaming Box com uma RTX 2080 Ti, mas é de se esperar que a caixa não vai pegar leve com seu bolso. A placa por si só já é o que de mais caro a Nvidia tem para oferecer no segmento doméstico de GPUs, e esse tipo de solução externa para placas de vídeo já não costuma sair barato. Combinando as duas coisas e colocando ainda um sistema de resfriamento líquido de necessidade discutível, o resultado deve ser muitos dólares.

Fonte: VideoCardz
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?