Créditos: LG/Divulgação

TVs OLED da LG receberão suporte para G-Sync em breve

Segundo a fabricante, novidade começa a chegar nos produtos ainda esta semana

A LG anunciou que vai começar a trazer a tecnologia Nvidia G-Sync para suas Smart TVs OLED ainda esta semana em algumas partes do mundo. A novidade chegará por meio de uma atualização que será compatível com as principais séries de produtos da companhia.

Segundo a fabricante, o G-Sync estará disponível para televisões de E9, C9, B9, nos modelos de 65 e 55 polegadas -- a linha C9 também receberá a tecnologia na versão de 77 polegadas. Primeiramente, a atualização de firmware que trará a tecnologia para as Smart TVs será liberada nos países da América do Norte, começando ainda esta semana.

Até o fim do ano, a atualização também será liberada na Europa, Ásia, América Latina, África e Oriente Médio. Como já estamos em novembro (pois é, foi rápido), a tendência é que o firmware não demore para chegar nos televisores compatíveis aqui no Brasil.

"A parceria com a NVIDIA para integrar o G-SYNC nas nossas TVs OLED LG líderes de categoria oferece um novo padrão no desempenho de jogos e abre um novo mundo de experiências de games em telas 4K encontradas apenas nas TVs LG OLED"
- Tim Alessi, chefe de marketing de produtos de
entretenimento doméstico da LG Electronics USA

Apesar de ser um grande avanço para a tecnologia, o G-Sync nas TVs OLED possui limitações: segundo a LG, a novidade só é compatível com placas de vídeo das séries RTX e GTX 16. As GPUs poderão ser utilizadas nos monitores por meio de conexão HDMI e alcançarão frequências de até 144 Hz em 1080p e 120Hz em 1440p.

O G-Sync é a tecnologia da Nvidia feita para fazer as placas de vídeo da marca trabalharem em sintonia com a tela e evitar problemas como tearing. No começo do ano, a empresa também tornou o padrão compatível com o AMD FreeSync e Adaptive Sync, o que aumentou a abrangência do benefício.

Via: Engadget, LG
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?