Créditos: Nikkei Asian Review

TSMC começa a construir fábrica para produzir chips em 3nm

Empresa comprou 30 hectares de terra na área sul de Taiwan

A Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC) começou a construir a fábrica onde irá produzir processadores em litografia de 3nm. Como explica o site TechPowerUp, essa é apenas mais uma ação de uma empresa que está altamente focada num estratégia agressiva de fabricação de silício.

Ainda segundo a publicação, a quantia investida pela TSMC em pesquisa e desenvolvimento já ultrapassou o investimento de capital (capex) das fábricas da Intel. Isso indica que há uma forte demanda por novas tecnologias na área de processadores e que a firma de Taiwan se mantém forte na busca por maior performance e CPUs feitas em processos de produção cada vez menores (e mais eficientes).

Já de acordo com o DigiTimes, a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company adquiriu 30 hectares de terra no Southern Taiwan Science Park. Essa será a área usada para a construção das fábricas responsáveis por produzir aqueles que possivelmente serão os primeiros processadores do mercado em litografia de 3nm.

Fonte: TechPowerUp

Especula-se que a produção de processadores em 3nm atingirá um volume suficiente para manufatura em massa no ano de 2023. A construção das fábricas em si está marcada para iniciar no começo de 2020. Essa será a terceira geração do processo de litografia EUV (Extreme Ultraviolet) da TSMC, já que a empresa utilizou a técnica para os seus nódulos de 7nm+ e 5nm.

A TSMC é conhecida por ser a fábrica de escolha de boa parte das principais fabricantes de chips do planeta, incluindo Qualcomm, Nvidia, AMD, MediaTek e Broadcom. A empresa está no mercado desde 1987 e tem uma receita anual de US$ 12,9 bilhões (R$ 51,6 bilhões em conversão direta).

Via: TechPowerUp Fonte: Digitimes
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?