Créditos: Divulgação Intel

Intel reage a AMD na linha Core X e reduz pela metade preços de seus novos processadores

Geração Cascade Lake-X se torna oficial, com frequências mais altas e boost para até quatro núcleos
Por Diego Kerber 02/10/2019 13:23 | atualizado 02/10/2019 14:50 Comentários Reportar erro

A Intel enfim mostrou suas armas para encarar a concorrência com os modelos da AMD da linha Ryzen e Ryzen Threadripper e lançou hoje quatro novos processadores Core X da linha Cascade Lake-X, voltada a usuários entusiastas e usos profissionais. Os destaques incluem melhorias nas especificações, novas tecnologias e preços mais competitivos.

Site oficial dos processadores Core X

Sem dúvida o preço é o grande atrativo da nova geração. O Intel Core i9-10900X chegou com preço de US$ 590, isso é uma redução impressionante sobre os US$ 999 cobrados no seu antecessor, o Core i9-9900X, que possuía a mesma configuração de 10 núcleos e 20 threads. O topo de linha, o Core i9-10980XE chegou por US$ 979, quase o preço do 9900X e metade do preço do 9980XE. Como percebeu o Tom's Hardware, isso representa uma queda para a casa dos 50 dólares por núcleo, versus os quase 100 dólares da geração anterior.

Modelo topo de linha com 18 cores e 36 threads teve corte de 50% e custará US$979

A Intel também subiu as frequências de operação de seus processadores, algo na casa dos 300MHz a mais no clock boost para a maioria dos modelos. A empresa também está trabalhando em uma nova geração do Turbo Boost, que agora será capaz de "acelerar" até quatro núcleos para níveis mais altos, ao invés de apenas dois. O Core i9-10980XE, por exemplo, tem base de 3.0GHz, pode subir todos os núcleos a até 4.1GHz, acelera dois núcleos a até 4.8GHz e levará quatro para até 4.7GHz. Esse recurso será bastante favorecido pela introdução de um novo recurso do Windows que será capaz de diferenciar os núcleos mais eficientes de um processador e que irá priorizar os melhores nos ciclos de trabalho. A atualização chegará no update 2h19 do sistema.

Outras especificações foram reforçadas, como o suporte de memórias que foi ampliado para 2933MHz e o máximo foi dobrado para 256GB, enquanto as linhas PCIe subiram de 44 para 48, porém essas quatro linhas adicionais vem do die do HCC no soquete, ou seja, se você usar uma placa anterior, da linha X299, não terá acesso a esse upgrade. Contando com as linhas adicionais no PCH, a plataforma chega a 72 linhas PCIe, porém a Intel ainda utiliza a versão 3.0, diferente da AMD que já vem migrando para o PCIe 4.0 em seus produtos mais recentes. O processo de fabricação continua em 14nm.

Abaixo uma tabela compartilhada pela Intel durante a IFA, para demonstrar a relação desempenho por dólar pago frente aos modelos anteriores da linha Core X e também sobre os Threadripper 2000.

Via: Tom's Hardware
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".

Qual melhor lançamento de game em outubro de 2019?