Créditos: Razer

Novo microfone RGB Razer Seiren Emote mostra reações durante livestream

Periférico traz display LED de 8 x 8 pixels que reage a streams de Twitch e Mixer

A Razer lançou o seu novo microfone RGB Seiren Emote, que vem com uma tela de 8 x 8 pixels capaz de ser sincronizada com transmissões ao vivo do Twitch e do Mixer. O público-alvo é composto exatamente pelos streamers, que podem configurar um emote customizado para o seu canal quando alguém novo se inscreve, por exemplo.

Conforme aponta o site Engadget, outra opção é implementar um emoji vomitando arco-íris para ser exibido no periférico quando alguém fala "obrigado" no chat, por exemplo. O novo microfone Razer Seiren Emote ainda é compatível com o sistema Chroma de iluminação RGB. Com isso, dá para sincronizá-lo com o resto das peças do computador, incluindo teclados, mouses e fones de ouvido para sistemas de iluminação altamente customizados.

Site oficial: Razer Seiren Emote

De acordo com a Razer, não é só por causa da atenção com o visual que a companhia esqueceu da qualidade da captura de voz. Ele é um microfone do tipo hiper-cardioide com condensador, com o objetivo de capturar bem a voz do usuário enquanto reduz os ruídos de fundo de maneira mais eficiente.

O produto ainda foi projetado com uma base resistente a choques, com o propósito de proteger o produto contra as batidas na mesa e gestos exagerados pelos quais os streamers de games são conhecidos. Já uma base intercambiável no estilo "pescoço de ganso" é incluída para manter o microfone perto da boca do streamer na hora da jogatina.

Fonte: Razer

O Razer Seiren Emote chegará ao mercado no quarto trimestre de 2019 e sairá US$ 180 (R$ 749 em conversão direta) nos mercados internacionais.

Via: Engadget
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Half-Life veio, e é em realidade virtual. Agora embala os óculos de realidade virtual?