Créditos: Bloomberg via Getty Images

GameStop aposta em modelo de Lan House para salvar seu negócio

Agora será possível jogar e comprar os jogos favoritos nas lojas da empresa

A GameStop, loja famosa de videogames e relacionados, está mudando a forma como trabalha suas filiais, em breve elas oferecerão um ambiente em que é possível não só comprar seus jogos favoritos, mas também jogá-los, incluindo games mais antigos.

Após ter uma queda de U$500 milhões no lucro em 2018, a empresa começou a pensar em quais mudanças precisaria fazer, e agora começam a surgir as primeiras decisões tomadas. A aposta é criar um ambiente em que as pessoas passem mais tempo e acabem gastando uma grana no local. O mais interessante é que essa iniciativa deixa o ponto de venda parecido com o que vimos com as antigas Lan Houses.

Death Stranding é chamado de
"walking simulator" e Kojima responde

A loja inclui até mesmo videogames antigos, como Nintendo 64, GameCube, PlayStation (PS1) e Xbox. Os televisores também são nostálgicos e o ambiente terá sofás e uma mesa grande para outros tipos de jogos.

Uma das lojas que compartilhou sua nova estrutura é de Oklahoma e mostra a cara nova em um vídeo curto convidando os clientes para checar o que mudou. Antes de apresentar a loja com as mudanças, um vídeo intitulado The Calm before the Storm" foi divulgado na mesma página e mostra o antes da filial.

A escolha pelo modelo é uma clara necessidade de uma procura por uma clientela local. Mais de 200 lojas da marca fecharam neste ano e são esperadas mais lojas fechando até o final do ano segundo o Tweaktown. Com o crescimento de serviços como Xbox Game Pass e a venda de jogos online, a necessidade de ir até uma loja para comprar um CD diminui cada vez mais. Tentar criar um espaço em que pessoas se encontram para jogar e conversar, parece ser a saída encontrada pela GameStop.

Apesar da redução de tamanho, a marca ainda tem 5700 lojas ao redor do mundo e o CEO da empresa, James Bell, garante que 95% delas são lucrativas.

Via: TweakTown
Assuntos
  • Redator: Neri Neto

    Neri Neto

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?