Créditos: Engadget

Olimpíadas de 2020 vão usar reconhecimento facial com auxílio de CPUs Intel Core i5

Tecnologia NeoFace, da NEC, vai identificar mais de 300.000 pessoas durante o evento
Por João Gabriel Nogueira 14/09/2019 09:41 | atualizado 14/09/2019 09:41 Comentários Reportar erro

As Olimpíadas de 2020 em Tóquio vão usar tecnologia de reconhecimento facial para ajudar na identificação de mais de 300.000 pessoas, entre atletas, voluntários, imprensa e outros trabalhadores do evento. A tecnologia, chamada NeoFace, é da NEC e será impulsionada por processadores Core i5, da Intel. A empresa, que está divulgando sua participação na solução de segurança, não chegou a divulgar qual a geração dos processadores que serão usados ou seus modelos específicos.

A ideia do uso do NeoFace é oferecer mais segurança e agilizar o processo de identificação das pessoas, diminuindo o número de vezes que as pessoas precisam ser paradas e identificadas por um profissional específico, por exemplo. Mas é claro que isso levanta questionamentos a respeito do respeito à privacidade das pessoas que serão identificadas durante o evento. A Intel chegou a falar com o pessoal da Tom's Hardware sobre o assunto, mas infelizmente apenas para dizer que isso não é com eles. A empresa afirmou que quem vai lidar com as informações de identificação das pessoas é a NEC, que ainda não respondeu os pedidos de pronunciamento do site. A dona dos Core i5, no entanto, destacou que essas informações privadas precisam ser tratadas com cuidado:

"Na Intel nós acreditamos que sistemas de IA devem oferecer um aviso evidente e oferecer a oportunidade para um consentimento real e informado para a coleta e uso de informações pessoais. A Intel vai continuar a obedecer nossas políticas de privacidade e acordos na coleta, agregamento, armazenamento e transmissão de dados pessoais através de sistemas de IA."

É interessante mencionar que essas informações pessoais já seriam oferecidas pelas pessoas que serão identificadas de qualquer forma, já que elas são necessárias para emitir os crachás dos participantes. Mas o principal questionamento é o que a NEC vai fazer com esses dados depois de terminado o evento.

Fonte: Tom's Hardware
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Já comprou novamente um mesmo game em outra plataforma?