Créditos: TechPowerUp

Nos gráficos máximos e em 4K, control roda a 35fps na Nvidia GeForce RTX 2080 Ti

Análise de site mostra que Control é um dos jogos mais pesados do mercado
Por Carlos Felipe Estrella 04/09/2019 18:14 | atualizado 04/09/2019 18:15 Comentários Reportar erro

O site TechPowerUp fez uma extensiva análise do desempenho de Control através de diferentes placas de vídeo do mercado, além de conferir o impacto que a tecnologia Nvidia RTX tem no desempenho e no visual do título.

Os testes foram feitos com todas as opções gráficos do jogo em sua configuração máxima, em DirectX 12 e nas resoluções Full HD (1920 x 1080 pixels), Quad HD (2560 x 1440 pixels) e 4K Ultra HD (3840 x 2160 pixels).

Os resultados mostram que esse é de fato um dos jogos mais pesados do mercado, com uma GeForce RTX 2080 Ti de 11GB sendo suficiente para apenas uma média de 35,6 fps na resolução 4K. Mesmo em Full HD, apenas uma GeForce GTX 1080 Ti e uma Radeon VII foram suficientes para ultrapassar a média dos 60fps.


Fonte: TechPowerUp

Para compensar isso, a Remedy implementou uma série de configurações gráficas, que dão a possibilidade de customizar profundamente os visuais de Control. Destaque para o Nvidia DLSS e o AMD Radeon Image Sharpening, que permitem rodar o game em resoluções mais baixas e fazer um upscale de maior qualidade para Quad HD ou 4K.

Control foi desenvolvido pela Remedy Entertainment com o objetivo de ser um dos mais avançados jogos do mercado em termos de gráficos. Para isso, os desenvolvedores fizeram um uso abundante de geometria, tesselação e texturas de alta resolução. Isso sem contar a presença de técnicas de ponta de iluminação, sombras e reflexos, incluindo suporte para ray tracing em tempo real em conjunto com as GPUs Nvidia RTX.

  
Fonte: TechPowerUp

"Os gráficos são bons, especialmente nos objetivos detalhados do mundo, que adicionam para a imersão da experiência. Eu desejava que o chão fosse mais detalhado, já que em sua maior parte é composto de superfícies totalmente planas. Mesmo na qualidade mais alta, muitas texturas acabam ficando com resolução muito baixa. Para aliviar isso, algumas texturas usam shaders computacionais que basicamente adicionam um efeito de granulado de cinema, o que acaba distraindo porque cria um ruído pouco natural para esses objetos".
Equipe do site TechPowerUp

Via: TechPowerUp
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual vai ser o melhor lançamento de setembro de 2019?