Créditos: OC3D

Registro da AMD revela chipsets TRX40, TRX80 e WRX80 para Threadripper 3000

Os três novos chipsets terão especificações diferentes para entusiastas e workstations
Por Lucas Alvaro Araujo 30/08/2019 20:09 | atualizado 30/08/2019 20:13 Comentários Reportar erro

Depois de ficar um tempo longe dos holofotes de rumores da AMD, os Ryzen Threadripper de 3ª geração voltaram a ganhar destaque nesta semana graças à um suposto vazamento que revelou os três novos chipsets que devem chegar junto aos processadores de HEDT

Segundo o famoso perfil do Twitter momomo_us, a AMD está planejando três novos chipsets para a próxima geração dos Threadripper: TRX40, TRX80 e WRX80. O trio também já teria sido enviado para o USB-IF (organização dedicada a conexão USB)para receber as certificações necessárias e começar a produção das motherboards baseadas nos chipsets. 

Ao que parece o chipset TRX40 será usado nas placas-mãe voltadas para o público geral de entusiastas e jogadores que procuram montar um sistema com os novo Threadripper. Esse processador teria uma interface de memória DDR4 de 4 canais e suporte para até 64 pistas PCI-Express gen 4.0. 

Já os chipsets premium TRX80 e WRX80 teriam até 64 núcleos de CPU, uma interface de memória DDR4 de 8 canais e 128 pistas PCIe gen 4.0, chegando para disputar espaço com a Intel e os processadores Xeon W, como o W-3175X, voltado para workstations. Ambos deverão ser fabricados apenas por empresas com foco no mercado corporativo como a TYAN.

No caso do TRX40, as mainboards já estariam sendo feitas e os primeiros modelos da Asus foram citados em um vazamento do VideoCardz, sendo eles o Prime TRX40-Pro e o ROG Strix TRX40-E Gaming

Tirando o TRX40 os outros chipsets ainda parecem ser bem semelhantes e é difícil saber qual será a diferença entre eles, mas vale lembrar que eles estão programados para chegar ao mercado ainda neste ano, portanto podemos esperar por uma revelação ou ao menos uma menção oficial por parte da AMD em breve. 

Via: TechPowerup, Tom's Hardware
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?