Créditos: Mundo Conectado

Nova tecnologia de memória NAND PLC já em desenvolvimento por Toshiba e WD

Isso pode resultar em preços mais competitivos e circulação de SSDs, mas menos performance...
Por Saori Almeida 26/08/2019 20:10 | atualizado 26/08/2019 20:13 Comentários Reportar erro

Os produtos de memória flash NAND já passaram por alguns estágios de evolução e continuam em processo de desenvolvimento. O exemplo mais recente é a Toshiba e a Western Digital que já estão com os olhos além da memória QLC (Quad-Level Cell) e a caminho de uma nova tecnologia: a memória PLC ou Penta-Level Cell.

As empresas já possuem protótipos de trabalho para a tecnologia PLC. No entanto, a pergunta principal é se ela vai chegar a linhas de produção viáveis. A nível de exemplo, a PLC precisaria de 32 tipos diferentes de voltagem.

 Além disso, quando você adiciona bits para serem gravados em uma célula, há um impacto na performance. Ou seja, menos recursos de gravação e velocidades de leitura e gravação mais baixas (esse problema pode ser amenizados por cache SLC, por exemplo). Mas o lado positivo são os potenciais valores mais competitivos e, consequentemente, mais SSDs circulando.

Para aqueles que não conhecem muito sobre o assunto tratado aqui, confira abaixo um trecho do artigo sobre SSDs publicado no Mundo Conectado:

Diferenças de memórias SLC, MLC, TLC e QLC

As memórias instaladas no SSD são importantes porque elas afetam a velocidade e o tempo de vida dos dados armazenados.

Atualmente temos 4 tipos comuns de memórias NAND utilizadas em SSDs, sendo as memórias TLC e QLC as mais recentes e, especialmente essa última, a que tem possibilitado a popularização dos SSDs, por permitir a indústria colocar modelos com alta capacidade no mercado, a preços mais competitivos.

SLC (Single-Level Cell), as primeiras memórias armazenando um único bit de dados por célula, sendo uma memória muito rápida e de alta duração, porém por não ser muito densa em quantidade de dados é uma solução mais cara.

MLC (Multi-Layer Cell) surgiram em seguida como uma alternativa mais densa visando um preço mais atrativo, porém são mais lentas, como alternativa para os SSDs continuarem com desempenho algumas empresas adicionam pequenos cache em memórias SLC atuando como buffer de gravação. As memórias MLC estão caindo desuso com a chegada das memórias TLC, por questão de preço.

TLC (Triple-Level Cell) estão presentes em uma série de SSDs, conseguem ser ainda mais densas e com preço mais atrativo, mas pecam novamente na velocidade, para se tornarem opções que justifiquem seu uso precisam de buffer a fim de trazer ganhos práticos sobre HDs. Esse tipo de memória para quem usa o computador em situações rotineiras como aplicações de trabalho e navegar na internet é suficiente, apenas se o uso for para aplicações profissionais com grande trafego de dados não é uma solução recomendada, as soluções MLC são as mais recomendadas para esse perfil de usuário.

QLC (Quad-Level Cell) são as memórias mais recentes lançadas na industria. O conceito sempre segue a mesma lógica, maior densidade para armazenar mais dados em menor espaço físico a fim de tornar o preço por MB menor, sempre tentando entregar um desempenho satisfatório através de alguma solução que contorne a perda de desempenho, quase sempre com cache dinâmico via SLC. Os modelos com alta capacidade mais baratos do mercado atualmente tem usado esse tipo de memória, e tendem a ganhar cada vez mais espaço porque entregam o benefício de um SSD com preço mais atrativo dos que as demais soluções.


Em breve teremos uma versão desse artigo aqui no Adrenaline.

Via: guru3d
Assuntos
  • Redator: Saori Almeida

    Saori Almeida

    Saori Almeida (ou Sakura, Naomi e no pior dos casos Sônia), veio do nem tão interior do Rio Grande do Sul para estudar Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e ver no que dava. Como gosta de dizer, "com o nome, veio o pacote": adora animes, mangás, doramas e cultura asiática no geral (não só entretenimento, ok?). O interesse por tecnologia e games existia desde pequena e aumenta a cada dia na redação do Adrenaline e Mundo Conectado.

Qual game da TGS você está mais ansioso?