Créditos: AMD

AMD patenteia sistema para proteger instruções de memória da GPU contra falhas

Novo método traria mais segurança contra vulnerabilidades para as placas de vídeo

A fabricante norte-americana de hardware AMD protocolou uma requisição de patente para um novo sistema que protege a memória da placa de vídeo contra falhas de segurança. Esse novo método se aproveita dos dispositivos do tipo "mestre e escravo" do sistema, manipulando o fluxo de informação entre eles para checar erros.

De acordo com o site TechPowerUp, o processo começa com o sistema convertendo uma solicitação do dispositivo "escravo" para operações falsas como o NOP (No Operation). Ele também modifica o arbiter da memória para emitir N instruções do tipo mestre e N instruções do tipo escravo por ciclo.

Apesar disso, apenas as requisições da memória mestre são enviadas para o sistema. O método então se aproveita das solicitações da memória escrava para checar se há erros, armazenando-a num registro. Enquanto isso, as instruções do tipo mestre são enviadas para o buffer de memória FIFO (First In First Out).

Ao final do processo, os dois valores do registro — onde a solicitação do tipo escravo foi armazenada — e do FIFO são comparadas para ver se há alguma diferença. Deste modo, o sistema é capaz de checar se alguma informação foi alterada por uma fonte maliciosa de dados.

 
Fonte: Free Patents Online

A ideia do novo método da AMD é reduzir a quantidade de vulnerabilidades presentes a nível de hardware, que são muito mais difíceis de se corrigir em produtos já lançados do que falhas de segurança de software. Exemplo disso foram as falhas de segurança Spectre e Meltdown, que precisaram de diversos patches que reduziam o desempenho para serem mitigadas. Mesmo assim, elas nunca foram totalmente solucionadas.

Via: TechPowerUp, Free Patents Online
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Já comprou novamente um mesmo game em outra plataforma?