Créditos: PC Gamer

AMD diz que temperaturas de 110ºC na série RX 5700 são esperadas e "normais"

Fabricante explica que houve uma mudança em como é medida a temperatura do die

Uma das principais surpresas nos modelos de referência da série Radeon RX 5700, baseadas em Navi, foi que as placas alcançam temperaturas de até 110ºC em regiões específicas enquanto estão em uso. Isso assustou muitos usuários e potenciais compradores das novas GPUs, mas a AMD fez nessa semana uma declaração em seu blog explicando que essas temperaturas são "esperadas e dentro das especificações".

Segundo a fabricante, a série RX 5700 bate os 110ºC, às vezes alcançando até os 113ºC por causa da maneira que é medida a temperatura de seus "hotspots", o ponto mais quente de uma placa de vídeo durante sua operação. Placas de vídeo mais antigas da empresa mediam a temperatura sempre do mesmo ponto, que a AMD acreditava que seria o mais quente do componente em operação. Em gerações mais modernas, como a Polaris, Vega e agora as Navi, a fabricante coloca diversos sensores de temperatura no die e o "hotspot" é reportado pelo sensor que captar a temperatura mais quente de todas.

"Junto com uma rede de sensores está a habilidade de identificar o 'hotspot' em todo o die da GPU. Em vez de definir uma temperatura conservadora de 'pior caso' para todo o die, a série de GPUs Radeon RX 5700 vai continuar a aumentar os clock de maneira oportuna e agressiva até que um dos muitos sensores disponíveis alcance o 'hotspot' ou 'temperatura de junção' de 100ºC. Operar até 110ºC durante um uso típico para games é esperado e está dentro das especificações. Isso permite que a série Radeon RX 5700 de GPUs ofereça performance e clocks muito maiores direto da caixa, enquanto mantém níveis acústicos e de confiabilidade."

Claro que esses sensores já funcionavam assim desde antes, mas o diferencial da Navi, segundo a AMD, é que as novas GPUs alcançam velocidades de clock muito mais "granulares", que melhoram a eficiência energética da GPU.

"Em vez do pequeno número de DPM fixos, a série Radeon RX 5700 tem centenas de 'estados' de Vf (voltage-frequency) entre os pontos do clock ocioso e da frequência teórica 'Fmax' definida para cada SKU da GPU. Essa maneira mais granular e responsiva de gerenciar os estados de Vf da GPU é pareada com uma arquitetura de Adaptive Voltage Frequency Scaling (AVFS) mais sofisticada nas GPUs da série Radeon RX 5700"

Via: TechPowerUp Fonte: AMD
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual melhor lançamento de game em outubro de 2019?