Créditos: Den of Geek

Diretor do Stadia diz que assinatura do serviço não deve ser comparada ao Netflix

Apesar de disponibilizar alguns jogos gratuitos, a plataforma vai vender seu conteúdo a parte

O Google Stadia deve ser lançado ainda este ano em alguns territórios, entretanto o serviço de games ainda carrega consigo muitas dúvidas quanto ao seu funcionamento e planos que estarão disponíveis. 

O diretor do projeto Stadia, Andrey Doronichev, realizou um “Ask me Anything” no Reddit recentemente tentando esclarecer algumas das principais questões que os jogadores estão tendo e uma delas foi justamente sobre as assinaturas e o que acontecem com os jogos caso o serviço seja cancelado pela Google, assim como diversas outras aplicações anteriores. Como era de se esperar, o diretor não deixou claro o que pode acontecer com os jogadores neste cenário, mas garantiu que há muitos investimentos na plataforma que garante um vida longa para o Stadia. 

Segundo Doronichev, os assinantes do serviço vão receber jogos gratuitos assim como já acontecem em lojas como a Epic Games Store, porém, os jogadores só poderão acessá-los enquanto assinarem o Stadia. Neste caso, além de não receberem mais os jogos, os usuários não vão poder jogar os que já foram resgatados até comprar o serviço “premium” novamente. 

Apesar de ter um esquema muito parecido com serviços de streaming como Spotify e Netflix, Andrey afirma que o Stadia e suas assinaturas, como a Stadia Pro, não pode ser comparado a essas plataformas de streaming. Para ele, a comparação mais válida seria com serviços de jogos como a Xbox Live Gold ou Playstation Plus por oferecer um certo conteúdo gratuito aos assinantes, além de comercializar outros jogos de modo independente a plataforma, algo que não acontece em outros como a Netflix. 

Mesmo assim, a possibilidade do Stadia um dia ser descontinuado ainda incomoda os jogadores que não têm garantia de que seus jogos poderão ser acessados quando a plataforma não estiver funcionando. Uma vez que você compra um game no Stadia e não pode ter uma cópia do arquivo em algum backup, o jogador se torna refém da sua funcionalidade para acessar o conteúdo, e se uma dia ela parar de funcionar, tudo o que você comprou pode sumir também. 

Google Store inicia pré-venda de controles independentes para o Stadia

O diretor não deixou claro como os jogadores terão a garantia de funcionalidade do serviço e nem de sua longevidade como plataforma, mas até o momento tudo indica que os jogos, mesmo depois de comprados, só poderão ser acessados com o Stadia.

Só nos resta saber como isso vai funcionar com os outros tipos de assinatura além do Stadia Pro, incluindo a opção gratuita chamada Base que deve chegar no ano que vem e não terá recursos como som 5.1, resolusão 4K e jogos gratuitos.
 

Via: Mundo Conectado Fonte: PC Gamer
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

Já comprou novamente um mesmo game em outra plataforma?