Slides vazados de CPUs Intel Core de 10ª geração (Comet Lake) são falsos

Por Carlos Felipe Estrella 15/07/2019 16:48 | atualizado 16/08/2019 15:47 Comentários Reportar erro

As apresentações de slides que foram publicadas na semana passada, como se fossem informações oficiais da geração de processadores Intel Comet Lake (ou Core de 10ª geração), na verdade eram falsas, segundo confirma o conhecido site Gamer's Nexus. Apesar da política oficial da Intel ser de nunca comentar sobre rumores, a equipe do site entrou em contato com fontes de dentro da empresa com conhecimento do assunto, que confirmaram a falsidade dos documentos.

Ainda segundo a publicação, a Intel está sim trabalhando na 10ª geração de processadores Intel Core, mas ainda não houve nenhum vazamento confiável trazendo as especificações desses produtos. O mesmo acontece com rumores que mostram processadores AMD Ryzen com arquitetura Zen 2 rodando a 5GHz, informação que no momento não tem grande credibilidade dentro da indústria.

Site oficial: Processadores Intel Core

Essas especificações até podem se concretizar no futuro, mas simplesmente não há maneira de confirmá-las hoje. Quando nos aproximarmos dos lançamentos da 10ª geração de processadores Intel Core e das próximas CPUs Ryzen, podemos esperar que acontecerão vazamentos mais realistas e confiáveis vindos das fabricantes parceiras de placas-mãe.

Análise: Intel Core i9-9900K


Publicação no Twitter mostra informações falsas sobre a Intel

CPUs Intel Comet Lake tem seus detalhes vazados,
que pode trazer mais threads, mas ainda em 14 nm

O site PC World também apontou como as informações que vieram a público sobre os processadores Intel Comet Lake{escondido}{/escondido} pareciam falsas. Não apenas pelo estilo dos slides, mas também pelas informações extramente otimistas que eles traziam. Isso inclui processadores de dez núcleos, hyper-threading para todos os modelos e preços extremamente competitivos.

  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Você se importa com a temperatura da série RX 5700?