Créditos: Anandtech

GPUs Vega 64 e Vega 56 também deixarão de ser produzidas pela AMD

A fabricante norte-americana de hardware, AMD, está encerrando a fabricação e a venda das últimas placas de vídeo com baseadas na arquitetura GCN de seu portfólio, as Vega 64 e Vega 56. A notícia vem logo depois da informação de que a empresa parou de produzir a Radeon VII, primeira placa de vídeo com litografia em 7nm do mercado.

Radeon VII, primeira placa de vídeo mainstream
em 7 nm da AMD, será descontinuada

De acordo com o site WCCF Tech, está cada vez mais difícil de encontrar tanto a Vega 64 quanto a Vega 56 no mercado, especialmente a preços razoáveis e em modelos customizados como a Nitro+ da Sapphire. Não é de hoje que a AMD tem dificuldades de fornecimento com a série Vega, muito por causa do processo de fabricação dos dies das GPUs com essa arquitetura.

Site oficial: AMD Radeon Vega 64

Vale lembrar ainda que as placas de vídeo da geração Vega foram lançadas numa época muito complicada para os entusiastas de games, já que o mercador de mineração de criptomoedas baseada em placas de vídeo estava em alta. Os interessados em obter moedas virtuais estava comprando placas de vídeo Vega em grandes quantidades, o que causou a falta desses modelos no mercado e inflação em seus preços.

Site oficial: Radeon Vega 56

As irmãs Vega 64 e Vega 56 foram lançadas em agosto de 2017 como opções topo de linha para oferecer uma opção para gamers que queriam algo além do que a Radeon RX 580 oferecia no momento. Elas traziam a quinta atualização da arquitetura GCN e uma litografia de 14nm. Enquanto a Vega 56 foi relativamente bem sucedida em bater de frente com a GeForce GTX 1070 — que já tinha um ano de mercado então — a Vega 64 não se saiu tão bem contra a GTX 1080 (e nem contra a GTX 1080 Ti).

  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?