Contrast Adaptive Sharpening do AMD FidelityFX é portado para ReShade

A ferramenta de Contrast Adaptive Sharpening (CAS) da tecnologia AMD FidelityFX foi portada para o injetor de pós-processamento ReShade, permitindo que usuários com placas de vídeo da Nvidia e da Intel utilizem o recurso. De acordo com a AMD, o recurso pode ser utilizado de maneira conjunta com upscaling a nível de GPU para oferecer uma imagem mais nítida praticamente sem custo de desempenho.

ReShade ganha filtro que permite colocar "Ray Tracing" em qualquer jogo;
Veja como fica em Crysis

Conforme aponta o site WCCF Tech, é importante notar que a ferramenta de upscaling foi removida no processo de port para o ReShade. Isso acontece porque o injetor não é capaz de promover recursos de upscale. Ou seja, quem ativar o Contrast Adaptive Sharpening no ReShade terá apenas os benefícios da ferramenta de aumento de nitidez.

Site oficial: AMD FidelityFX

Ferramenta FidelityFX da AMD oferece filtro de nitidez CAS

Vale lembrar que a maioria dos softwares de jogos e displays possuem suporte para upscaling. Alguns títulos inclusive possuem um slider de resolução interna, fazendo com que o jogo seja renderizado numa definição maior ou menor do que a nativa do monitor, para então adaptá-la da melhor maneira possível para o display do usuário.

Confira abaixo o passo a passo para utilizar o CAS no ReShade:

1. Baixe os arquivos ffx_a.h e ffx_cas.h a partir do repositório GPUOpen (clique em "Raw" e então você pode salvar o arquivo com Ctrl-S)
2. Baixe o wrapper shader e salve-o dentro do FidelityFX_CAS.fx (novamente, clique em "Raw" e depois salve-o)
3. Coloque todos os três arquivos na sua pasta do shader do ReShade
4. Altere o parâmetro de sharpness (nitidez) da maneira que desejar. A AMD recomenda deixar em 0.0 para ter um mínimo de artefatos, mas é possível ter um filtro mais agressivo com o valor 1.0.

  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?