Update de maio do Windows 10 melhora desempenho das CPUs AMD Ryzen

O update de maio do Windows 10, que começou a ser lançado no mês passado, traz grandes novidades para o sistema operacional, como um novo sistema de atualizações e um modo Sandbox. Uma das novidades que pode ter passado despercebida, porém, é a melhoria de desempenho do sistema operacional ao funcionar com processadores AMD Ryzen.

Recentemente, a AMD lançou alguns benchmarks mostrando que seus processadores ganham até 15% mais velocidade ao rodar Rocket League em 1080p no Low em computadores com a atualização do Windows. O desempenho no benchmark PC Mark também aumentou em 6%.


Imagem: AMD

De acordo com o pessoal do TechRadar, o update também vai melhorar o clock dos processadores, que vão se tornar mais responsivos em situações de mudança de velocidade. Enquanto as alterações levavam cerca de 30 milissegundos para serem concluídas antes, o tempo agora gira em torno de 1 a 2 milissegundos.

As melhorias são possíveis graças as otimizações feitas no sistema de agendamentos de tarefas do Windows 10, que estava causando problemas nos processadores da AMD. Graças a um trabalho conjunto com a Microsoft, a fabricante de chips conseguiu trazer aprimoramentos para melhorar a experiência dos usuários de seus produtos com o OS.


Imagem: AMD

A novidade é uma grande notícia para quem tem um processador AMD, principalmente depois da atualização de maio causar problemas em plataformas baseadas em Ryzen no mês passado. Se você ainda não instalou a versão mais recente do Windows 10, a nova edição do sistema operacional pode ser baixada e instalada manualmente ou por meio do Windows Update.

Para atualizar via Windows Update, basta ir até Configurações >> Atualização e segurança >> Windows Update e clicar em "Verificar se há atualizações. A build da versão 1903 também está disponível para download no site da Microsoft e pode ser baixada junto com a ferramenta de instalação do sistema operacional.

Via: TechRadar
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Meu nome é Mateus Mognon. Depois de viver 16 anos sem internet no interior de Lagoa Vermelha-RS, eu vim até Florianópolis com apenas um objetivo: sobreviver. Para isso, eu comecei a estudar Jornalismo na UFSC e trabalhar no Adrenaline, onde produzo conteúdos e notícias da forma mais ágil possível. Com pouco salário e muito trabalho, eu sou... O Antigo Estagiário (agora colaborador!)