Nova geração do Xbox, Project Scarlett terá suporte a 8K, 120fps e Ray Tracing

Por Carlos Felipe Estrella 09/06/2019 19:12 | atualizado 18/08/2019 02:34 Comentários Reportar erro

A Microsoft anunciou de maneira oficial que está trabalhando no Project Scarlett, o seu console de próxima geração que será um sucessor para o Xbox One X. A revelação foi feita durante a conferência de imprensa da divisão Xbox na E3 2019, que rolou no Microsoft Theatre. O novo console utilizará uma APU customizada baseada na arquitetura de processadores Zen 2 (a mesma dos Ryzen 3000) e na geração de placas de vídeo Navi – da mesma maneira que o PlayStation 5.

O jogo de especificações está forte na Microsoft, com a revelação de que o Project Scarlett terá suporte para resolução 8K e taxas de quadro de até 120 frames por segundo. Não se sabe se os jogos usarão de fato essas configurações, em especial a resolução 8K nativa, que também pode servir para a reprodução de conteúdo nesse formato quando ele estiver disponível.

Já o frame rate de 120 quadros por segundo tem como principal razão de ser os jogos, que se beneficiam da maior responsividade. Em conjunto com um possível suporte à tecnologia AMD Freesync (disponível no Xbox One X, por exemplo), ela poderia resultar numa experiência de jogo totalmente inédita nos consoles.

Tal qual o PlayStation 5, o novo console da Microsoft ainda terá um SSD para permitir que os jogos carreguem mais rapidamente – assim como maneiras de viajar mais rapidamente através de grandes mapas. Falou-se até mesmo de suporte para Ray Tracing em tempo real através de um suporte via hardware – algo que não foi visto em qualquer placa de vídeo da AMD até o momento.

Sabe-se ainda que o Project Scarlett irá suportar jogos de quatro gerações diferentes. Muito provavelmente tratam-se de games do Xbox One, do Xbox 360, do Xbox original e da nova geração.

O Project Scarlett será lançado no final de 2020 tendo Halo Infinite como um título de lançamento.

Via: Eurogamer
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Você se importa com a temperatura da série RX 5700?