Galax apresenta o Hall of Fame E16, seu primeiro SSD M.2 com interface PCIe 4.0

A Galax apresentou mais um potente SSD que vai compor sua linha premium Hall of Fame, o Galax HOF E16. Aproveitando a eminente chegada do novo padrão PCIe Gen 4, que vai estar presente nas novas placas-mãe com suporte para a próxima geração dos processadores Ryzen, a Galax revelou detalhes do que podemos esperar para seus próximos dispositivos topo de linha.

Galax prepara RTX 2080 Ti HOF Anniversary edition com refrigeração hibrida

O Galax HOF E16 segue o mesmo design de outros hardwares Hall of Fame da empresa, sendo inteiramente na cor branca com detalhes em prata. Como a empresa já havia feito com outros modelos high-end, o novo SSD conta com um sistema de dissipação de calor formado por um bloco de alumínio e uma barra de cobre, responsável por transportar o calor da memória flash 3D NAND TCL de 96 camadas. O dispositivo feito no processo de 28nm ainda conta com uma largura de banda de 64Gbps, interface PCIe 4.0 e padrão M.2-2280.

Se na parte do dissipador de calor a empresa não trouxe inovações a grande novidade fica por conta do novo controlador Phison E16, que promete dar ao PCIe 4.0 um desempenho geral 40% mais alto do que a sua geração anterior, com suporte NVMe e 8 canais. Para o consumo de energia, a Galax implementou um chip DRAM LPDDR4 ligado a memória e para a proteção de dados o SSD conta com tecnologias LDPC, OPAL TCG, pirita e monitoramento de temperatura.

Gigabyte deve apresentar SSD PCIe 4.0 com velocidades de 5 GB / s na Computex

O novo Galax HOF E16  tem capacidades de 1 TB, 2 TB e 4 TB e promete velocidades de leitura sequenciais de até 4.800 MB / s e gravação de até 4.000 MB / s. Nas leituras aleatórias de 4K o SSD atinge 750.000 IOPS e 700.000 IOPS em gravação. A empresa ainda não revelou valores e disponibilidade, mas em breve devemos ter mais novidades em seu site.


Créditos de imagem: Galax

Via: TechPowerUp Fonte: Galax
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

Você se importa com a temperatura da série RX 5700?