Intel desbanca Samsung e retoma liderança nas vendas de semicondutores

Um novo relatório sobre as vendas globais de semicondutores no primeiro trimestre de 2019 confirmou que a Intel restabeleceu sua liderança no mercado após dois anos perdendo terreno para a Samsung. A empresa que não sabia o que era ser a segunda colocada desde 1993, acabou perdendo o título em 2016, quando a sul-coreana ultrapassou sua venda de chips e se estabeleceu líder, desde então. 

Apesar de reafirmar definitivamente a posição somente agora, a Intel já havia desbancado a Samsung no último trimestre de 2018, mas como os números não eram tão expressivos, o cenário ainda estava bastante aberto para um disputa apertada. Porém, segundo o mais recente relatório da IC Insights, uma das principais empresas de pesquisa de mercado no segmento de semicondutores, confirmou que a Intel abriu uma boa vantagem e agora já pode ser consolidada como líder de vendas globais (de semicondutores). 

O ranking é composto por 15 empresas e, neste momento, conta com 6 companhias dos Estados Unidos, três da Europa, duas da Coreia do Sul e Japão e uma para China e Taiwan. Mesmo com o aumento de vendas de 13,2% no segmento de semicondutores, em 2018, essas 15 empresas registraram neste trimestre uma queda de 16% em relação ao mesmo período do ano passado - ultrapassando o recorde de declínio que antes era de 13%. Isso ainda é um reflexo dos preços dos mercados de DRAM e NAND que se mantiveram bastante altos nos últimos anos. 

Dentre os piores desempenhos registrados estão a Samsung, Micron e SK Hynix, que tiveram quedas anuais, chegando a um volume de negócios de apenas 26% no primeiro trimestre de 2019. Em comparação ao mesmo período do ano passados, as empresas haviam crescido mais de 40%. Já entre os destaques positivos temos a HiSilicon, que subiu 11 posições em apenas um ano - um aumento de vendas de 41% - e a Sony, que teve um aumento de 14%, principalmente por conta das suas vendas de sensores de imagem. Esse número pode crescer ainda mais com seu recente acordo feito com a Microsoft, que pode trazer alguns avanços interessantes para a Sony. 

Uma previsão feita pela IDC afirmou que o setor de semicondutores deve voltar a se recuperar em 2020, chegando a US$ 524 bilhões em 2023 - mantendo uma taxa de crescimento anual de 2%. Esses números vai se tornar muito mais interessantes se o valor das memórias NAND e DRAM continuarem a cair

Via: Tom's Hardware, ESPNews
Assuntos
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

Qual vai ser o melhor lançamento de setembro de 2019?