Windows 10 vai precisar de 32 GB de armazenamento após atualização de maio

Além de trazer novas funcionalidades e melhorias para o Windows 10, a atualização de maio do sistema operacional fará o OS ocupar mais espaço no seu dispositivo de armazenamento. De acordo com informações divulgadas pela Microsoft em seu centro de desenvolvedores, a nova versão precisará de pelo menos 32 GB livres.

Segundo a empresa, a novidade se aplica tanto para a versão de 32-bit quanto para a de 64-bit do sistema operacional na versão 1903, que antes pediam como requisito mínimo 16 GB e 20 GB para a instalação, respectivamente.

windows-10-armazenamento.jpg" />
Imagem: Microsoft

É importante ressaltar que esta é a única grande mudança que aparece na página de requisitos do sistema operacional. Outros fatores, como a resolução mínima de 800x600 px na edição 32-bit, permanecem inalterados para a utilização do Windows 10.

Levando em conta que já existem smartphones com 1 TB de armazenamento, possivelmente a maioria dos usuários do Windows 10 não terão problemas para instalar a nova versão do OS, mas a companhia ainda não explicou o motivo para a mudança nos requisitos mínimos.

A novidade pode atrapalhar, por exemplo, quem utiliza SSDs com pouco armazenamento para ter um boot do Windows mais rápido, afinal, para um dispositivo de armazenamento com menos de 500 GB, a adição obrigatória de pelo menos 16 GB com certeza é uma pedra no sapato.


O Menu Iniciar deve ganhar melhorias no próximo update. Imagem: Microsoft

A atualização de maio trará alterações para o sistema operacional que incluem um novo design para o Menu Iniciar, um sistema de atualizações melhorado e aprimoramentos na performance geral do Windows 10. No começo do mês, a companhia também mostrou que está fazendo mudanças na experiência de games do OS.

O que você espera do Windows 10 May 2019 Update? Deixe sua opinião aí nos comentários!

Via: Toms Hardware
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?