Economistas afirmam que 20 milhões de PC gamers devem migrar para consoles até 2022

Analistas de mercado da Jon Peddie Research (JPR) estão fazendo uma previsão um tanto ousada para o mercado de hardware para games. Segundo os economistas, até 20 milhões de jogadores devem passar do PC para os consoles até o ano de 2022. Por algum motivo, em "consoles", no caso, estão sendo incluídos também os serviços de streaming.

Entre os motivos para essa "migração em massa", a JPR cita que os avanços do PC estão cada vez mais lentos, devido ao fenômeno previsto pela "Lei de Moore", o que pode ter um impacto no mercado de processadores, principalmente, a longo prazo. Enquanto isso, outras tecnologias mais variadas continuam avançando, como as Smart TVs, cada vez mais comuns e compatíveis com serviços de streaming de jogos, que também estão se proliferando.

Além da questão das tecnologias, o pessoal da Jon Peddie também cita o investimento crescente das empresas em títulos exclusivos, que chamam a atenção dos jogadores para suas plataformas. Vale lembrar que ao longo dos anos tivemos jogos exclusivos premiadíssimos e que o "Jogo do Ano" (GOTY) do Game Awards foi para Zelda: Breath of The Wild em 2017 e God of War em 2018, exclusivos para consoles Nintendo e PS4, respectivamente.

É importante destacar também que a previsão dos analistas se refere especialmente a jogadores com hardware de entrada ou intermediário. Um PC gamer que investe no que há de mais caro e avançado no PC dificilmente migraria pro console tão cedo, mas nos segmentos em que as performances são mais semelhantes, outros fatores podem acabar resultando na migração.

Fonte: Guru3D, Jon Peddie
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.