Intel pode estar interessada em tecnologias sub-10nm da Samsung para GPUs Xe

O chefe da divisão de Núcleos e Computação Visual da Intel, Raja Koduri, visitou recentemente uma instalação da Samsung Electronics na Coréia do Sul para participar do anúncio que revelou a conclusão do desenvolvimento de processos em 5nm EUV da companhia.  

Samsung anuncia conclusão do desenvolvimento de processos em 5nm EUV

Entretanto sua visita gerou algumas especulações em relação ao motivo dessa visita. Atualmente, Koduri é o responsável pelo projeto que envolve a linha de GPUs dedicadas Intel Xe, que devem chegar ao mercado em 2020 para competir com as placas gráficas da Nvidia e AMD. A partir disso, rumores de que a Intel estaria visando o portfólio de fabricação sub-10nm da Samsung começaram a aparecer em fóruns de discussão, como no Reddit

Os rumores ganham mais força justamente pelo fato da Intel ter tido problemas na produção em 10nm, o que fez com que seus projetos fossem adiados para 2020 também. Entretanto, até lá as placas gráficas Xe já deverão ter começado sua produção em massa. Ou seja, não vai haver tempo para a Intel concluir seu processo em 10nm e participar da arquitetura de suas futuras GPUs, obrigando a empresa a procurar outras soluções. Uma delas pode ser a Samsung e suas novas tecnologias.

Levando em consideração que a AMD está apostando na produção de chips em 7nm para suas placas gráficas e a Nvidia pretende implementar processos em 10nm nas suas próximas GPUs, é possível que a Intel esteja de olho nos avanços recentes da Samsung para compor a arquitetura Xe.

Via: techpowerup
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

Half-Life veio, e é em realidade virtual. Agora embala os óculos de realidade virtual?