Memória Persistente Intel Optane DC de 512GB aparece a venda por US$ 7.816

A Intel fez um conjunto de lançamentos relevantes na área de data centers na semana passada, e junto com a nova geração Xeon foram apresentadas as memórias persistentes Intel Optane DC. Essa tecnologia busca trazer a alta capacidade dos SSDs NVMe com os tempos de leitura e acesso dos dados extremamente baixos da memória RAM, características críticas para um servidor ou computador gerando quantidades absurdas de sessões e de processamentos a cada instante.

Site de especificações da memória Persistente Intel Optane DC
Site oficial memórias Persistentes Intel Optane

Como se trata de uma nova tecnologia, e de uma tecnologia para data centers, obviamente ninguém estava esperando um custo baixo. Com capacidades a partir dos 128GB, apareceu o modelo de 512GB no site de vendas CompSource pela "bagatela" de US$ 7.816,53, mostrando que esse recurso ainda vai precisar de um bom tempo para se tornar acessível para usos em outras situações que não sejam da supercomputação, e que o preço está consideravelmente acima dos US$ 6.751 sugeridos pela Intel para esse modelo. Os módulos de 128GB tem preço sugerido de US$ 577 e o de 256GB de US$ 2.125.

Apesar dos valores parecerem bastante caros se colocados em perspetiva com tecnologias como os SSDs NVMe, sendo que no mesmo varejista dá pra achar um de 512GB por US$ 430, essa tecnologia chega para operar em velocidades comparáveis com as memórias RAM, muito mais rápidas que os SSDs.

Nessa comparação, os números soam bem mais positivos, já que um módulo com 128GB de memória RAM custa US$ 4.500, e nem há disponível modelos com 256 ou 512GB. Outra diferença relevante é que, como o nome indica, os dados são persistentes nessas novas memórias da Intel, ou seja, não se perdem assim que o módulo fica sem energia, como é o caso da tradicional RAM. Assim um módulo Intel Optane DC tem a vantagem de ser quase tão ágil quanto a RAM, mas ao mesmo tempo consegue armazenar os dados como o SSD.

Fonte: Tom's Hardware, TechPowerUp
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".

Half-Life veio, e é em realidade virtual. Agora embala os óculos de realidade virtual?