Sony encerra totalmente produção do PlayStation Vita depois de 8 anos

A Sony anunciou que está oficialmente encerrando a fabricação do seu console portátil PlayStation Vita, com o fechamento das linhas de produção dos últimos dois modelos que ainda eram produzidos. Com isso, agora o dispositivo estará à venda apenas nas últimas lojas que ainda tenham-no em estoque – além claro, de consoles usados vendidos em segunda mão.

Análise: Uncharted Golden Abyss

Esse é o final de um longo processo de descontinuação promovido pela fabricante japonesa, que foi iniciado em 2015 com o encerramento da produção de jogos first-party para o PS Vita. Outro momento marcante do final da vida do portátil veio em fevereiro de 2018, quando a Sony anunciou que iria deixar de oferecer jogos gratuitos do Vita para assinantes da PS Plus.

Análise: Killzone Mercenary

Conforma aponta o site Engadget, o console passou bastante tempo nas prateleiras das longas desde o seu lançamento em dezembro de 2011. O produto vendeu muito abaixo do esperado, com um número estimado de 10 milhões a 15 milhões de unidades comercializadas. Isso o coloca em 7º na lista dos portáteis mais vendidos da história, atrás do Sega Game Gear, que foi lançado em 1990. 

O portátil da Sony bateu de frente com o muito mais bem sucedido Nintendo 3DS durante sua vida útil. Seu concorrente vendeu 74,8 milhões de consoles e ainda está sendo ativamente produzido. Mais do que isso, desde então a Nintendo lançou o híbrido Switch, que em apenas 2 anos já vendeu mais do que o dobro de unidades em relação ao Vita.

Via: Engadget, Engadget
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?