Google Cloud passa a utilizar GPUs Nvidia T4 pela primeira vez no Brasil

A Google anunciou que está disponibilizando, pela primeira vez no Brasil, GPUs da Nvidia na sua plataforma Cloud (GCP), com a implementação da placa de vídeo Nvidia T4 nos servidores da companhia. A versão beta pública da GCP agora traz suporte para esse modelo em 8 países e regiões diferentes, incluindo EUA, Europa, Brasil, Índia, Japão e Singapura.

Site oficial: Google Cloud Platform

A Nviida T4 é indicada para uso com aplicações que se utilizam de aprendizado de máquina e de visualização de dados, assim como outras cargas de trabalho acelaradas por GPU. A peça traz 16GB de memória de vídeo e o mais amplo suporte a formatos de precisão matemática, incluindo FP32, FP16, INT8 e INT4.

Assinatura: Google Cloud

"A T4 se junta às nossas ofertas de GPU NVIDIA K80, P4, P100 e V100, oferecendo aos clientes uma ampla seleção de opções de computação aceleradas por hardware. A T4 é a melhor GPU em nosso portfólio de produtos para executar cargas de trabalho de inferência. Suas características de alto desempenho para FP16, INT8 e INT4 permitem executar inferência de larga escala com compensações de precisão/desempenho flexíveis que não estão disponíveis em nenhum outro acelerador."
- Chris Kleban, gerente de produtos do Google Cloud

Site oficial: Nvidia T4

A placa de vídeo da Nvidia utiliza a arquitetura Turing com suporte para Ray Tracing em tempo real, permitindo seu uso no design profissional para a criação de modelos realistas com sombras, reflexos e refrações fisicamente precisas.

O Google Cloud Platform possui preços de assinatura bastante variados, dependendo das necessidades do cliente. Um back-end de armazenamento, por exemplo, sai por US$ 1.758 por mês. Já um aplicativo de armazenamento de fotos com capacidade de 10 Petabytes custa US$ 209.715 mensais.

Fonte: Google Cloud
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O gameplay de Marvel’s Avengers mudou sua primeira impressão do jogo?