Surge novamente o Ryzen 9 3800X com 16 núcleos e 32 threads em publicação online

Novos indícios sobre a linha Ryzen 3000 estão circulando na internet, e mais uma vez surge um suposto novo modelo topo de linha para os processadores mainstream da AMD, o Ryzen 9. O site Videocardz encontrou a descrição de um Ryzen 9 3800X no site E-Katalog

 

Se as especificações forem confirmadas, temos aqui um novo salto na contagem de núcleos para o mercado. De acordo com as informações do site russo, o  Ryzen 9 3800X conta com 16 núcleos e 32 threads, opera com um clock base de 3.9GHz chegando a 4.7GHz e vem com a nova litografia de 7 nanômetros com TDP de 125W. Essa não é a primeira vez que vemos essas configurações listadas em um rumor.

A próxima geração de processadores da AMD, os Zen2, já vem dando as caras em algumas postagens na internet, e em geral as novidades parecem consistentes: há um aumento na contagem de núcleos, com Ryzen 3 trazendo 6 núcleos, o Ryzen 5 com 8 e os Ryzen 7 com 12 cores, uma quantidade de núcleos bastante impressionante para um line-up de CPUs do segmento mainstream. Em comparação, a Intel abandonou em seus modelos Core para desktops a configuração dual-core apenas na 8ª geração, e seu modelo mais potente para games, o Core i9-9900K, conta com 8 núcleos e 16 threads.

Análise: Intel Core i9-9900K

A segunda geração da microarquitetura Zen já foi inaugurada com modelos para servidores da linha Epyc, e tem como principal novidade a troca pela litografia em 7 nanômetros. Essa tecnologia deve fazer a estreia em processadores para consumidores domésticos com os modelos Ryzen 3000, que também serão compatíveis com as atuas plataformas AM4. Com os rumores se intensificando, cresce a expectativa de que alguma novidade pode ser anunciada na CES 2019, evento que já tem uma keynote da AMD marcada.

Via: Videocardz
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".