AMD entra para a Nasdaq-100, a lista das empresas mais valorizadas do mercado

A AMD está comemorando o final de 2018 com o anúncio de que vai passar a fazer parte do índice Nasdaq-100, a lista das 100 empresas mais valiosas do mundo no mercado financeiro. A entrada da empresa para a lista foi garantida pela sua capitalização na bolsa, que se estabilizou nos US$ 17,72 bilhões este ano. Não é o valor mais alto que a companhia atingiu em 2018, já que ela chegou a valer US$ 33,2 bilhões em setembro, mas isso foi parte da especulação com criptomoedas. Com o estouro da bolha, as ações da empresa caíram bastante, mas ainda garantindo uma valorização que vai colocar a AMD na Nasdaq-100 no dia 24 de dezembro.

amd-nasdaq-100-anuncio-01.jpg" />

A AMD se junta à Nvidia, que já faz parte da lista há mais tempo. Comparando as duas empresas, no entanto, 2018 se mostrou um ano bem mais interessante para a AMD do que para a sua rival. Levando em conta todo o período, as ações da AMD aumentaram em 57,23% o seu valor, enquanto a Nvidia teve queda na valorização de suas ações, de 34,81%.

"2018 foi mais um ano empolgante para a AMD, uma vez que entregamos novos produtos de computação e gráficos de alta performance para os mercados de jogos, PC e datacenters. Nos juntar ao índice Nasdaq-100 demonstra ainda mais o progresso que tivemos nos anos recentes para transformar a companhia, executar nossa estratégia a longo termo e entregar um roadmap robusto de produtos e tecnologias."
Ruth Cotter, vice-presidente sênior de marketing global, recursos humanos e relações com investidores

Grande parte do sucesso da AMD está sendo atribuído à variedade de seu portfólio, principalmente das novas linhas de processadores Ryzen. E o roadmap da empresa mostra que isso tende a continuar, pelo menos neste primeiro momento, chegando aos produtos com 7nm antes de suas rivais e novamente impulsionando os consoles da próxima geração, que não devem demorar muito mais para serem anunciados.

Fonte: Tom's Hardware
Assuntos
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?