Cidade dos eSports na China tem 17.000 m² e prevê o investimento de R$ 8,5 bilhões

A China inaugurou nessa semana em Hangzhou um complexo que o país chama de "Cidade dos eSports", um espaço com aproximadamente 17.000 m² totalmente voltado para o segmento. O complexo já recebeu o investimento de R$ 1 bilhão (na cotação atual) e o país pretende gastar ainda mais R$ 8,5 bilhões até 2022.

Todo esse dinheiro está indo para a construção de diversos prédios, incluindo um hotel temático, hospital para os jogadores, um centro acadêmico voltado para eSports e até mesmo um parque de diversões dentro do tema. Um dos planos é abrigar a equipe chinesa de League of Legends LGD.

O plano de investir tanto até 2022 se deve ao fato de Hangzhou ser a sede dos Jogos Asiáticos para aquele ano, momento em que grande parte do público mundial vai ter seus olhos voltados para a cidade chinesa e para a "Cidade dos eSports". Os Jogos Asiáticos 2022 vão marcar ainda a primeira vez que os eSports participam de um evento esportivo maior, conferindo inclusive medalhas aos seus jogadores.

A China pretende atrair pelo 10.000 jogadores aspirantes a se tornarem atletas dos eSports para sua cidade e se consolidar como um polo mundial da nova modalidade esportiva, que segue em franco crescimento. O país já é considerado o maior mercado de games no mundo, com 620 milhões de jogadores que devem gastar até o fim do ano a soma de R$ 140 bilhões.

Fonte: SporTV
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Os lançamentos problemáticos de games tem feito você evitar pré-compras?