Adeus, Ray Tracing? Square Enix confirma fim da produção de Final Fantasy XV no PC

Além de ter cancelado três dos quatro DLCs futuros para Final Fantasy XV, a Square Enix também confirmou que não trará mais conteúdos para a versão de PC do game, que foi lançada no começo do ano. Com a saída do diretor do game, Hajime Tabata, a companhia disse que cancelou a produção de Final Fantasy XV: Windows Edition.

Segundo informa o VG247, isso quer dizer que recursos prometidos anteriormente, como ferramentas avançadas para mods, suporte para Vulkan, DLSS e Ray Tracing nunca devem chegar ao game. A versão standalone do multiplayer Comrades também não deve ser lançada para computadores.

Ao que tudo indica, o único conteúdo que deve ser lançado para o game futuramente é o DLC Ardyn, que também chega aos consoles em março de 2019. O episódio extra da história foi o único a sobreviver ao repentino cancelamento de produção do jogo.

A notícia é ainda mais pesada para os jogadores de PC pelo fato da Nvidia e a Square Enix utilizarem Final Fantasy XV para divulgar recursos das novas placas de vídeo RTX, principalmente o DLSS. Segundo ressalta o DSOGaming, a fabricante de GPUs não deve pressionar a desenvolvedora a implementar novas tecnologias no game, uma vez que o benchmark do jogo já possui suporte para DLSS. A Nvidia não comentou oficialmente sobre o assunto. 

A versão de PC de Final Fantasy XV custa R$ 165 na Steam e atualmente o jogo está classificado como "neutro" nas análises de usuários. Isso acontece por causa das chamadas "review bomba", onde os usuários utilizam o espaço para mostrar seu descontentamento com a atitude da Square Enix. De ontem para hoje, quase 100 opiniões negativas foram publicadas na página do game por causa do cancelamento.

  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Meu nome é Mateus Mognon. Depois de viver 16 anos sem internet no interior de Lagoa Vermelha-RS, eu vim até Florianópolis com apenas um objetivo: sobreviver. Para isso, eu comecei a estudar Jornalismo na UFSC e trabalhar no Adrenaline, onde produzo conteúdos e notícias da forma mais ágil possível. Com pouco salário e muito trabalho, eu sou... O Antigo Estagiário (agora colaborador!)