Samsung lança headset de realidade mista HMD Odyssey+ com AMOLED

Por Carlos Felipe Estrella 22/10/2018 18:01 | atualizado 12/08/2019 22:35 Comentários Reportar erro

A Samsung apresentou seu novo óculos de realidade mista HMD Odyssey+, que traz como seu grande destaque o uso de displays AMOLED. A promessa da companhia é de que isso vai acabar com o que é conhecido como "door effect", artefato visual onde o usuário consegue enxergar as linhas que separam os pixels.

  

Site oficial: Samsung HMD Odyssey+

Com isso, foi possível criar o que a empresa chama de tela "Anti-Screen Door Effect" (Anti-SDE). De acordo com o anúncio, outro grande benefício do recurso é que ele resulta na percepção de que o Odyssey+ possui densidade de 1.233ppi, quando na verdade seu AMOLED tem apenas 616ppi.

O Samsung HMD Odyssey+ ainda tem suporte para som espacial 360º que simula áudio tridimensional nos fones de ouvido embutidos. O design é muito parecido com o do HDM Odyssey 2017, com a diferença de que agora há mais espaço na proteção dos olhos e do nariz do usuário.

  

Dentro da caixa do headset, já vêm dois controles pré-pareados, que trazem rastreamento com 6 graus de liberdade (da sigla em inglês 6DOF).

"Algo de explodir a sua mente acontece quando você junta duas telas AMOLED com um display 3K: uma visualização inacreditavelmente realista de todos os cantos. O ângulo de visão de 110º entrega uma experiência de usuário mais fluida e imersiva conforme você olha ao seu redor. Com a nova tecnologia anti-Screen Door Effect que efetivamente entrega o dobro da contagem de pixels da resolução do display, você pode esperar aventuras de alto nível em VR limpas, nítidas e sem interrupções".
- Comunicado oficial da Samsung

O Odyssey+ tem ângulo de visão de 110º e traz suporte para o software do Windows Mixed Reality da Microsoft.

 

Via: TechPowerUp
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Você se importa com a temperatura da série RX 5700?