Hackers liberam jailbreak para iOS 4

O iPhone Dev Team, grupo de hackers especializados no sistema operacional dos gadgets da Apple, liberou uma ferramenta para desbloquear iPhones, iPads e iPods Touch através do navegador Mobile Safari.

Chamado de JailbreakMe 2.0, o recurso chega uma semana após o Congresso americano legalizar o desbloqueio de celulares para instalação de aplicativos de terceiros.



Os equipamentos compatíveis abrangem desde o iPod Touch de primeira geração na versão 3.1.2 até os iPads 3.2 e 3.2.1 e iPhones 3G, 3GS e 4, até a versão 4.0.1 do iOS 4.

Totalmente baseado no browser, basta acessar o endereço do JailbreakMe através do portÁtil e esperar a conclusão do processo, possível graças a uma vulnerabilidade em arquivos .PDF. De acordo com o Macstories, o Safari baixa esse tipo de arquivo automaticamente e os hackers só precisaram injetar um código que possibilitasse a o desbloqueio e instalação do repositório de arquivos.

Ainda segundo o site, essa mesma brecha de segurança pode vir a ser explorada para disseminar arquivos maliciosos e é uma preocupação para a Apple, que deve lançar uma correção em uma futura atualização de software.

Apesar da aparente facilidade de realizar o jailbreak, alguns usuÁrios jÁ vêm relatando problemas. O Telegraph aponta que as primeiras dificuldades dizem respeito ao FaceTime, software de conversa com vídeo, e ao envio de mensagens multimídia. No entanto, ainda ontem, a equipe responsÁvel pelo jailbreak lançou uma atualização que corrige o problema, como reporta o App Advice.

Uma questão mais difícil de resolver é a sobrecarga dos servidores, jÁ que muitos usuÁrios estão recorrendo ao site, que, em alguns momentos, fica sobrecarregado.

Apesar de legalizado nos Estados Unidos, a Apple ressaltou que o jailbreak continua violando a garantia e que não é recomendado porque pode causar instabilidade no funcionamento dos aparelhos.

Assuntos
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Você já começou a segurar suas compras de games e hardware pra se preparar para a próxima geração de consoles?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.