Correios acusam China de trapacear em encomendas internacionais

Os Correios estão acusando empresas da China de fazer uma manobra ilegal para conseguir enviar produtos ao Brasil por um preço menor que o determinado por lei.

Mais de 43 milhões de pequenos objetos comprados na China têm previsão para chegar ao Brasil para serem distribuídos pelos Correios. Esses objetos estão sendo importados como se fossem cartas simples e não como se de fato fossem pequenos objetos. Os envios chineses são marcados na China como cartas simples para que não seja necessário pagar uma taxa que seria cinco vezes maior ao Brasil.

Correios Celular traz planos de R$ 30,
sem cortar a internet e com WhatsApp liberado

Ainda assim, essas 43 milhões de encomendas compradas no país asiático devem gerar um faturamento de R$ 295 milhões até o fim do ano para os Correios. Caso fossem taxadas corretamente, esses pedidos gerariam ainda mais lucro.  

As regras de taxação de envio e recebimento de cartas são escritas pela legislação brasileira. Ela diz que apenas comunicação pessoal pode ser enviada por carta simples, isso inclui papel, CD e pendrives. Outras mercadorias devem ser taxadas como carta registrada. 

Via: Política Estadão
Assuntos
  • Redator: Neri Neto

    Neri Neto