Kinect é proibido de ser vendido na China

O Kinect nem sequer lançou e jÁ estÁ sendo proibido de ser vendido. A China, através de uma lei federal local, não permitirÁ a comercialização oficial do acessório do Xbox 360 que permite jogar sem a necessidade de controle. O mesmo acontece atualmente com o console da Microsoft e outros sistemas de jogos eletrônicos.



Contudo, essa lei, que determina a proibição da venda de qualquer tipo de videogame e acessório em território chinês, estÁ para cair. Segundo Michel Van Der Be, responsÁvel pelas operações da Microsoft na China, o periférico serÁ o último a ser barrado pelo termo emitido pelo Ministério da Cultura do país em 2000, que proibiu comercialização legal deste tipo de entretenimento em qualquer parte da superpotência.

Hoje, a China detém um dos maiores mercados de produtos piratas do planeta. Curiosamente, mesmo com a baixa da Microsoft, o Xbox 360 deve continuar reinando por lÁ. Isso porque, de acordo com uma entrevista de Niko Hanson, da empresa de pesquisas de mercado Niko Partners, o console é o mais vendido na China e não é a proibição que irÁ fazer os consumidores comprarem o produto que desejarem no mercado negro.   

Kinect estÁ previsto para ser lançado em 4 de novembro. A proposta da Microsoft com o periférico é promover uma nova maneira de jogar, onde não é mais necessÁrio o uso de qualquer tipo de controle. Sendo assim, basta fazer os movimentos correspondentes que aparecem na tela com o corpo, membros e voz interagir com os jogos.

Assuntos
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Você já começou a segurar suas compras de games e hardware pra se preparar para a próxima geração de consoles?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.