AMD lança processadores Ryzen Pro 7, Pro 5 e Pro 3 com recursos exclusivos

A AMD lançou sua nova linha de processadores Ryzen Pro, que são muito similares aos Ryzen para desktop, mas trazem recursos exclusivos para ambientes corporativos. Eles chegam para competir com os Intel vPro, e trazem funcionalidades administrativas, de segurança e de gerenciamento.

  

Os detalhes desses recursos ainda são escassos, mas a companhia fala de coisas como encriptação de memória DRAM e boot seguro desde o início da BIOS (esta última já presente nos Ryzen tradicionais). Ainda tem a funcionalidade "Trusted Applications", que assegura o armazenamento e o processamento de programas confiáveis, e promete até mesmo detectar invasões em tempo real.

  

Mas um dos principais diferenciais realmente está no belo aumento da garantia. As CPUs Ryzen Pro possuem garantia de 3 anos, ao invés dos 12 meses da versão para consumidores.

  

Além disso, a empresa promete continuar a fabricar esses modelos por pelo menos 24 meses. Isso é uma outra forma de garantia para as empresas, que terão 2 anos para ir padronizando seus sistemas, seguras de que os mesmos componentes estarão à venda neste período.

 

De resto, todos os recursos são idênticos aos da linha AMD Ryzen para consumidores. Até por isso, eles suportam recursos como SenseMi, Precision Boost, Extended Frequency Range e outros.

 

Na apresentação de slides que enviou à imprensa, a AMD reforça algumas vantagens sobre a linha da Intel. Para começar, eles falam da segmentação da Intel, que não oferece modelos Core i3 vPro. Por isso, os Ryzen 3 seriam a única opção de entrada para este mercado.

Além disso, a companhia oferece todos os seus recursos desde o Ryzen 3 até o Ryzen 7, ao contrário da Intel, que reserva as melhores funcionalidades ao Core i7.

A principal limitação fica para o fato de que as opções da Intel já vêm com gráficos integrados, o que pode ser um valor extra no segmento de entrada e até mesmo no intermediário. De acordo com o site Ars Technica, isso não deve ser um problema tão grande para o Ryzen 7, que deverá ser usado com placas de vídeo.

Mais informações serão divulgadas no dia 29 de agosto.

  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Você já começou a segurar suas compras de games e hardware pra se preparar para a próxima geração de consoles?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.