Google anuncia quatro etapas para combater conteúdos extremistas no YouTube

A Google comunicou que esta mudando sua política a fim de selecionar melhor o que aparece na plataforma para não reproduzir conteúdos extremos como violência e terrorismo. O YouTube agorá terá quatro passos para avaliar os conteúdos, evitando assim que mídias extremas apareçam na rede. 

No blog da Google, o conselheiro geral da empresa, Kent Walker, diz que a companhia está trabalhando com vários governos e órgãos policiais para identificar e remover esses conteúdos. A primeira etapa é usar a machine learning para identificar melhor vídeos que não serão aceitos na plataforma. 

Dvmap é o primeiro malware com injeção de código a chegar ao Android pela Google Play

Para auxiliar a primeira medida, pois sabemos que IA ainda não é perfeita, a segunda medida contará com o programa Trusted Flagger da Google. As equipes de revisores de conteúdo - profissionais treinados para isso, vão aumentar. Será adicionadas 50 ONGs ao programa (já fazem parte 63).

A terceira medida vai evitar que o usuário responsável por um vídeo de conteúdo duvidoso seja remunerado, além de limitar o alcance do conteúdo e desativar comentários e ferramentas de compartilhamentos. 

Para a quarta, o Google vai apostar no Creators for Change, redirecionando usuários que estão vendo algo extremista para vídeos com conteúdos de combate ao ódio e radicalização ou apoio às causas sociais. 

Via: The Verge
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

Com esses adiamentos dos games...

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.