Scammers de suporte técnico usam WannaCry para explorar usuários Windows

Ao que parece, o ramsomware global WannaCry está sendo contido por softwares de segurança nos sistemas operacionais atualizados, mas um novo problema inspirado pelo recente vírus global surgiu: scammers (golpes virtuais) que se passam por suporte técnico estão agora enganando usuários usando uma fraude do WannaCry.

A tentativa é explorar os usuários emitindo um aviso remoto nos PCs de que o sistema está infectado com o ramsomware, e que a vítima deve ligar para o número de suporte para resolver o problema. Os ataques estão acontecendo na Inglaterra. 

Hackers enganam leitor de íris do Galaxy S8 com extrema facilidade

O golpe começa com uma janela pop-up - que não fecha - mostrando um aviso da Microsoft que diz que o Windows foi infectado pelo WannaCry. O aviso sugere que a vítima deve telefonar para um número falso e pedir para o vírus ser eliminado através de uma assistência via acesso remoto.

Depois que este acesso for concedido, os cibercriminosos instalam uma ferramenta chamada de "Windows Malicious Software Removal", que promete remover o ramsomware, e então cobram o valor de £ 320 (aproximadamente R$ 1.176,00 em conversão atual) pelo serviço.

Quase 100% dos PCs afetados pelo WannaCry eram Windows 7 - XP mal aparece na contagem

O centro britânico de fraudes e cibercrimes, Action Fraud, e a polícia de Londres emitiram um alerta público para evitar que mais pessoas acreditem nessas notificações maliciosas. A Microsoft também comentou sobre o caso, e disse que qualquer alerta e aviso do sistema operacional não oferece números de contato. Além disso, qualquer contato feito entre Microsoft e cliente acontece pela iniciativa do próprio usuário e não da empresa.

Microsoft é acusada de ter o patch que protege o Windows XP do WannaCry desde fevereiro

Via: Neowin
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

Com esses adiamentos dos games...

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.