LimeWire pode estar com os dias contados

O conhecido programa P2P LimeWire tem pelo menos mais 15 dias de "vida", prazo dado pela juíza Kimba Wood aos advogados do software para responder a uma moção apresentada na sexta-feira pela indústria da fonogrÁfica com o intuito de fechÁ-lo.

A juíza Wood acatou a decisão da Recording Industry Association of America (RIAA), a famosa associação que cuida dos direitos da indústria da música norte americana, na qual alegou que o LimeWire vem a cada dia que passa, causando danos irreparÁveis às quatro principais gravadoras dos EUA.

Michael Sommer, advogado que representa a Lime Group, pediu para Wood duas semanas adicionais para apresentar uma resposta ao pedido da RIAA para uma injunção permanente, mas a juíza negou. Uma vez respondido as alegações, a RIAA tem duas semanas para responder a essa apresentação. A juíza Kimba Wood pode, no entanto, entender que a justificativa do LimeWire não é suficiente para justificar que o serviço permaneça online.

Os advogados da RIAA estão ansiosos para que o tribunal resolva o problema das indenizações. Os representantes da Recording Industry Association of America disseram à juiza que a associação acredita ter o direito de solicitar à LimeWire, a obtenção de informações sobre o patrimônio líquido de todos os réus. O montante poderia chegar a impressionante cifra de um bilhão de dólares.

Assuntos
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Você já começou a segurar suas compras de games e hardware pra se preparar para a próxima geração de consoles?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.