Criadores do Geekbench desmascaram OnePlus e Meizu por trapacear em benchmarks

O pessoal do fórum XDA-Developers e do Primate Labs – o criador do Geekbench – descobriram que 3 smartphones utilizavam táticas para trapacear nos benchmarks mais conhecidos. A prática envolve as companhias chinesas OnePlus e Meizu, que aumentam de maneira artificial o desempenho dos processadores quando detectam que certos benchmarks começaram a rodar.

Isso vai além de otimizações simples para aplicativos mais conhecidos, o que é uma prática comum entre fabricantes de smartphones. No caso dos dispositivos chineses, eles aumentam o desempenho da CPU além do que é utilizado em qualquer outro aplicativo.

No caso do OnePlus 3 e OnePlus 3T, o que denuncia isso é o próprio firmware dos dispositivos. Nos códigos, existe um lista de benchmarks onde esse modo especial de desempenho é ativado. Ela inclui Geekbench AnTuTu, Androbench, Quadrant, Vellamo e GFXBench.

O que prova isso de maneira ainda mais definitiva é que o pessoal do Primate Labs disfarçou o Geebench 4 como o aplicativo "Bob's Mini Golf Putt". Ao começar o benchmark nessa versão especial, o modo de altíssimo desempenho da CPU não foi ativado. Isso elimina a possível desculpa de que a carga extrema dos testes seria responsável pelo aumento da potência.

Os dispositivos da OnePlus geralmente rodam a 0.31 GHz quando estão ociosos. Apesar disso, no modo de benchmark, os núcleos de alto desempenho ficam a 1.29 GHz e os de baixo ficam a 0.98 GHz quando estão ociosos.

Já a Meizu fez algo ainda mais curioso. O dispositivo em questão é o Meizu Pro 6, e a trapaça é que os núcleos de alto desempenho são programados para ativar exatamente quando o benchmark é detectado. Isso é um comportamento inusitado, já que esses núcleos deveriam ser ativados de qualquer jeito. Mas isso não acontece quando o dispositivo está rodando aplicativos normais.

Ao invés de simplesmente programar o processador para funcionar como deveria, a Meizu o programou para simular um funcionamento normal apenas quando está rodando benchmarks.

Eles não são os únicos


Vale notar que esse é apenas um relatório inicial. O pessoal do XDA confirmou que outros dispositivos de várias fabricantes não passaram no teste do benchmark escondido. Eles não revelaram quais são, mas disseram quais empresas não foram pegas: HTC, Xiaomi, Huawei, Honor, Google e Sony.

Para conferir mais detalhes técnicos, confira o relatório completo aqui.

Via: Android Authority Fonte: XDA Devolepers
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Com esses adiamentos dos games...

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.